Empresário diz que Conselho Regional “não serve pra nada”

Durante a 50ª reunião ordinária do Conselho de Desenvolvimento Regional, promovida pela SDR Brusque na tarde de sexta-feira (26) em Guabiruba, o presidente da Associação Comercial e Industrial, Luciano dos Santos, acusou os conselheiros de colocar em votação projetos que não são prioritários para a região. “O Conselho não serve pra nada”, disparou. No meio da reunião Luciano se retirou do Clube Continental para falar à imprensa. “Isso aqui é um faz-de-conta”, sentenciou o empresário, que considera supérfluos muitos dos pedidos de recursos apresentados. Para ele, somente são aprovados os projetos que o prefeito de Brusque decidir. Tudo faria parte, na opinião de Luciano, de “um acerto político” para “prioridades que não compactuo”. O empresário afirmou ao repórter Jaison Lorencetti que todos os projetos passam pela mão do prefeito Ciro Roza, e que seria o mandatário quem determinaria quais projetos seriam “liberados” pelos 32 conselheiros. Também o “foro íntimo” do governador Luiz Henrique decidiria os beneficiados. “Aí é com ele (o governador) a brincadeira”. Luciano garantiu que não vai mais participar das reuniões do Conselho de Desenvolvimento Regional, caso se não seja mudada a mecânica de funcionamento das reuniões. “Não vou expor a minha entidade a esse tipo de coisa (...) esse é um Conselho dos políticos que têm poder (...) como entidade somos um peixe fora da água (...) assim é o jogo”, garantiu. Para o deputado estadual Dagomar Carneiro, Luciano “se equivocou” e teve “um momento infeliz” ao afirmar que não adiantaria nada fazer pedidos à bancada brusquense na Assembléia Legislativa. Dagomar considera que o empresário está sem tempo “para acompanhar o trabalho dos deputados” e que a briga pessoal de Luciano com Ciro Roza acabaria envolvendo outras lideranças.
Dúvidas ou Sugestões