Câmara cria mês de ações e combate às drogas

A Câmara de Vereadores de Brusque aprovou nesta terça-feira (24) a criação do Junho Branco. Trata-se de proposta que institui período para realização de ações de combate às drogas lícitas e ilícitas. O autor é Jean Pirola (PP).

O parlamentar disse que o projeto teve origem em debates junto ao Conselho Municipal Antidrogas (Comad) e possui caráter de cunho social.

“Ele estabelece regras para cuidar da sociedade e que foi levada ao legislativo pelo Conselho Municipal Antidrogas. Também foi protocolado em audiência pública realizada nesta casa no dia 7 de abril de 2022”, disse ele.

Segundo  o vereador, o aumento do consumo de drogas vem crescendo entre jovens e adolescentes. Algo que reflete não somente nos transtornos para as famílias, mas eleva os custos com a saúde pública.

“Participei de uma das reuniões sobre a necessidade de  a sociedade se organizar no combate ás drogas. Quando falamos em droga, as pessoas pensam em maconha, cocaína e crack. Temos o álcool, o tabagismo, os remédios controlados e ‘n’ tipos de drogas na nossa sociedade, a grande maioria lícita”, pontuou.

O vereador Alessandro Simas (PP) disse que a conscientização é que vai poder fazer com que se ataque o problema com eficiência. Para o parlamentar, é preciso que as pessoas assumam a responsabilidades sobre o problema e não repassem ao poder público apenas.

O vereador Ivan Martins (Republicanos) disse que muitos projetos dessa natureza foram aprovados pela Câmara, mas que nada adianta se o Executivo não der atenção ao tema como preciso.

“Não estou falando só dessa gestão e governo, isso é desde sempre. A Câmara tem cobrado uma atitude mais incisiva dessas questões. Principalmente quando se trata de uma ação contra as drogas”, frisou.

O projeto de lei foi aprovado por unanimidade dos vereadores presentes.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões