Apae na Comunidade é marcado por inaugurações e apresentações artísticas

A manhã ensolarada de sábado (21) foi especial para a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque, com a realização do “Apae na Comunidade: juntos transformamos”. O evento gratuito, organizado no trecho da Avenida Augusto Bauer, ao lado da sede da instituição, reuniu famílias e pessoas de todas as idades que aproveitaram as atrações oferecidas para o público: música ao vivo com a banda do alunos do Instituto Federal Catarinense (IFC – projeto de extensão Habita IFC), pintura facial, boca do palhaço, futebol aéreo, corrida de cadeira de rodas, manobras de skate, e diversas outras. 
O evento teve como o objetivo aproximar ainda mais a instituição com a comunidade. “Foi uma manhã muito especial, de troca, entre a Apae, profissionais, comunidade, alunos e esse era o objetivo, em mostrar um pouco do trabalho feito na instituição. Há cerca de 40 anos este espaço aqui da rua era o palco das primeiras Festas da Apae, feita com barracas, por muitos pais de alunos e voluntários. E essa dedicação e voluntariado é que contribuíram para chegarmos onde estamos hoje, prestes a completar 67 anos de atuação. Por isso agradecemos a todos que estiveram presentes hoje e a todos que sempre contribuem de algum modo com a Apae de Brusque, já que é uma grande satisfação ver essa integração que faz parte da nossa sociedade”, destacou o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

Momento especial
Durante a ação, também foi realizado um momento muito especial para a Apae de Brusque: a inauguração dos painéis confeccionados no muro da instituição, revitalizado recentemente, com a participação de colaboradores e alunos da entidade. O ato foi marcado pela presença ilustre do aluno mais antigo da instituição: Pierre Moritz (filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, fundadores da entidade) que descerrou a fita inaugural do espaço. A ação deu início às comemorações dos 67 anos de fundação da Apae de Brusque, celebrados no mês de setembro. A vice-presidente da instituição, e irmã de Pierre, Maria Teresa Moritz Montibeller, falou emocionada da ação e lembrou do trabalho realizado em especial pelas mães dos alunos, na promoção de atividades de interação entre os filhos e as demais crianças. “Lembrei muito o que elas faziam para trazer outras crianças para a inclusão, para brincar. E ficamos muito felizes com esses momentos, e em quanto a Apae continua sendo uma instituição séria e do bem, e que engaja a comunidade”, comentou. 

Para todos
Para a diretora Executiva da Apae de Brusque, Rosecler Ceratti Foletto, o evento promoveu uma importante troca de vivência entre a instituição e a comunidade. “Os jogos que oferecemos aqui são instrumentos utilizados no dia a dia com os nossos alunos, e ver outras pessoas utilizando, com acessibilidade e interação, é uma grande alegria para nós. Além disso, nos últimos tempos o mundo passou por muitas dificuldades, por conta da pandemia, e agora estamos vivendo essa retomada, de troca, de aprendizado, de celebrar a vida juntos. O sentimento é de gratidão por este evento e a partir de agora o desejo é repetir esta ação que deve fazer parte do calendário de atividades da Apae”, detalhou.
A família de Luciana Camila Tavares Barros foi uma das que esteve no Apae pela Comunidade. Junto com a filha Laura, de 3 anos, e o marido, Deniel Krieger, eles aproveitaram as atividades oferecidas. “Moramos aqui perto da instituição e sempre que há ações em prol da Apae participamos. A Laura frequenta a Uni Duni Tê e foi uma boa oportunidade de as pessoas conhecerem o ótimo trabalho promovido pela Apae”, comentou a mãe. 
Da mesma forma, o mecânico Eder Claudio Lopes da Silva saiu do bairro Rio Branco com destino ao Maluche para levar as filhas Lívia, 7, e Liz, 3, para o evento da Apae. “Nesse frio, nada melhor do que levá-las em atividades assim, ao ar livre. Foi um evento muito bacana e espero que haja mais vezes, já que é uma oportunidade também de integração entre as famílias”, avaliou. 

Voluntários
No dia 11 de junho, a Apae de Brusque promove mais uma edição do tradicional Pedágio da entidade. O evento acontece das 7h30 às 13h em diferentes pontos da cidade e, para a realização do mesmo, a Apae solicita a participação de voluntários que possam contribuir com a ação. Na oportunidade também será fornecida declaração para os acadêmicos que necessitam de horas complementares.
Interessados devem entrar em contato com a Apae de Brusque através do telefone: (47) 3351-2482; pelo Watts App (47) 9 9153-1244, ou pelo e-mail captacao@apaebrusque.org.br com Milani.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2022 a Apae de Brusque celebra seus 67 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões