Metalúrgicos de Brusque aprovam proposta salarial

Os metalúrgicos de Brusque aprovaram neste domingo (22), a Convenção Coletiva de Trabalho 2022/2023, em assembleia realizada no sindicato, em Brusque e em Guabiruba, na sede recreativa. 

O reajuste acordado com o patronal ficará em 12,85% (12,47% - INPC Índice Nacional de Preços ao Consumidor, que mede a inflação nos últimos 12 meses + 0,38% de ganho real). O piso da categoria passou de R$1.504,70 para R$1.788,33. 

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Brusque, Eduardo de Souza, a aprovação do documento é essencial para os trabalhadores da classe, porque garante não só as questões econômicas, mas também benefício sociais, como acesso à saúde de qualidade.

“Sabemos e temos acompanhado a perda do poder de comprar do brasileiro, devido às dificuldades da economia brasileira, diante de uma inflação cada vez maior. O que impacta diretamente no custo de vida, deixando cada vez mais difícil às famílias proverem itens básicos, como moradia, alimentação, educação, saúde e assim por diante. Por isso é tão importante a nossa Convenção Coletiva de Trabalho, visto que esse documento garante, acesso à saúde de qualidade, por meio da Sintimmmeb Saúde, garantias trabalhistas, assistência jurídica e odontológica, reajuste salarial e do piso, entre outros, tão essenciais aos metalúrgicos da nossa região”, explicou Eduardo. 

Benefícios essenciais garantidos

A operadora do plano de saúde dos trabalhadores Metalúrgicos, a Sintimmmeb Saúde, também está garantida pelo documento firmado entre trabalhadores e patrões. A rede credenciada, atualmente, abrange cinco municípios, com mais de 200 profissionais médicos credenciados, de cerca de 40 especialidades diferentes, além de cinco hospitais credenciados em três cidades, centros de ultrassonografia, radiologia e laboratórios de análises clínicas. 

Dentre os benefícios garantidos segue o atendimento odontológico para sócios e dependentes. Em média, são realizados mais de 15 mil atendimentos por ano, gratuitamente. As rescisões de contrato de trabalho seguem realizadas no sindicato, o que confere aos trabalhadores mais segurança e garantias, quanto ao recebimento dos seus direitos e ficam menos suscetíveis a erros ou sonegações nas rescisões.

A lei garante à gestante período de quatro meses de licença maternidade, mais um mês de estabilidade. Porém, as trabalhadoras metalúrgicas de Brusque e região têm garantidas pela Convenção Coletiva de Trabalho mais 90 dias de estabilidade no emprego, além dos quatro meses de licença previstos em lei.

Outro benefício garantido é o pagamento do reembolso pelas empresas de 50% no valor do medicamento com receita médica. Os trabalhadores da categoria têm, ainda, previsto no documento, carga horária reduzida de 44 horas semanais para 43,5h sem redução de salário, prêmio assiduidade semestral de R$ 285,00, podendo chegar a R$ 570 no ano, entre outros benefícios e garantias.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões