Capacete evitou morte de homem por golpes de facões

Um capacete evitou que um homem fosse morto a facãozadas na cidade de Brusque no dia 19 de março deste ano. Ele foi atacado e recebeu diversos golpes dos agressores após uma partida de futebol no bairro Águas Claras. A polícia fez buscas de provas contra os suspeitos na tarde de ontem, segunda-feira (9).

De acordo com o delegado Alex Bonfim Reis, da Divisão de Investigações Criminais  da Delegacia de Polícia Civil da comarca de Brusque, as diligências localizaram facões que podem ser os utilizados pelos agressores da data do crime. Os dois homens são irmãos.

A polícia apurou que na data do crime houve uma briga entre jogadores de uma mesma equipe que participava de partida de futebol.

Um dos envolvidos saiu do campo e retornou instantes depois na companhia de outro homem, seu irmão. Ambos estavam armados com facões e partiram para cima da vítima, que começou a correr. Em dado momento, o homem acabou caindo e foi atacado pelos outros dois.

"O homicídio só não se consumou porque, nesse momento, a vítima se desvencilhou, conseguiu se proteger com um capacete que trazia consigo", disse o delegado ao detalhar o fato.

Mesmo assim, o homem atacado teve vários ferimentos nas mãos e na cabeça. Ele foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao pronto socorro do hospital de Azambuja.

A polícia conseguiu chegar até os autores a partir dos relatos de testemunhas, que identificaram, inclusive, o carro em que a dupla chegou ao local.

As investigações sobre o caso continuam.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões