Brusque chega aos 763 focos de dengue no ano

Foram atualizados nesta segunda-feira (11), pela Diretoria de Vigilância em Saúde de Brusque, por meio do Programa de Combate a Endemias, os números da dengue e dos focos do mosquito Aedes aegypti na cidade em 2022. 

O levantamento demonstra que, de janeiro até agora, o município soma 763 focos do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, entre outras doenças. 

O bairro com maior número de focos é o Águas Claras, com 58 notificações, seguido por Santa Rita, com 54; Azambuja, 49; Rio Branco, com 49; Jardim Maluche, 48; Limeira, 47; Santa Terezinha, 39 e o bairro Dom Joaquim, com 37 focos. Completam as regiões com maior número de focos, Centro I, que tem 36, e Steffen, com 36 ocorrências de focos identificadas ao longo de 2022. 

A partir destes números, os bairros brusquenses considerados infestados pela equipe técnica do Programa de Combate a Endemias são: Nova Brasília, Santa Terezinha, Santa Rita, São Luiz, São Pedro, Azambuja, Águas Claras, Primeiro de Maio, Jardim Maluche, Souza Cruz e Steffen. O que determina quando uma localidade é considerada infestada é uma análise que considera critérios como a quantidade de focos e de casos. 
 
Casos

Foram confirmados desde o início do ano 784 diagnósticos de dengue, todos autóctones, ou seja, que são contraídos no município. No total, são 290 novos casos desde o boletim divulgado na última segunda-feira, 04 de abril . Onde, 31 são no Águas Claras, 54 no Azambuja, 13 no Bateas, sete no Cedrinho, seis no Cedro Alto, 54 no Centro I, 12 no Centro II, 27 no Dom Joaquim, nove no Guarani, 11 no Limeira, oito no Limoeiro, 153 no Jardim Maluche, 10 no Nova Brasília, quatro no Paquetá, um no Planalto, um na Ponta Russa, sete no Poço Fundo, 36 no Primeiro de Maio, 34 no Rio Branco, um no Santa Luzia, 11 no Santa Rita, 72 no Santa Terezinha, 22 no São Luiz, 10 no são Pedro, 169 no Souza Cruz, sete no Steffen, seis no Tomaz Coelho, dois no Volta Grande e seis no Zantão. 

Número para denúncia

A Diretoria de Vigilância em Saúde de Brusque, por meio do Programa de Combate a Endemias, também informa o número de telefone para denúncias, pelo WhatsApp, somente em formato de texto no (47) 9 88130095 ou ligação, pelo número da Ouvidoria Municipal no 156.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Brusque FC anuncia a saída de mais um jogador

Na manhã desta quinta-feira (23), o Brusque Futebol Clube anunciou a saída de mais um jogador. O atacante Juliano, que veio no final do Catarinense do Camboriú, está de saída do clube. Em nota oficial, o Brusque informou que o jogador recebeu uma proposta do exterior e, por isso, foi acertado a rescisão. Como o acerto foi feito em comum acordo, não houve nenhuma compensação financeira para o Brusque.  Juliano vestiu a...
Continuar lendo...

Investigação apura se professor assediou sexualmente alunas

Um professor de 65 anos está sendo investigado suspeito de assediar sexualmente de suas alunas, de 11 a 15 anos. De acordo com a Polícia Civil, ele teria pedido para que elas dançassem, de portas trancadas, para que melhorassem as notas. O fato ocorreu em uma escola municipal de São Francisco do Sul. A polícia informou que nos boletins de ocorrência, as vítimas relataram que o professor teria passado a mão na barriga de uma das...
Continuar lendo...

Polícia Civil prende homem por tráfico de drogas em Brusque

De acordo com os elementos angariados na investigação, um homem seria o responsável por realizar a venda de entorpecentes no local, bem como efetuava a entrega de drogas para outros traficantes no Bairro Cedrinho. Durante as buscas os policiais apreenderam dois simulacros de arma de fogo, que o homem ostentava em suas redes sociais como verdadeiras, uma balança de precisão, buchas de cocaína e dois rádios comunicadores. Após os...
Continuar lendo...