Governo deve enviar medida para reduzir valor da gasolina ao Congresso

Menos de 24 horas depois de sancionar a lei que unifica a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis em todo o país, o presidente Jair Bolsonaro não descartou, neste sábado (12), adotar novas medidas - como a introdução de subsídios ou até mesmo uma mudança na política de preços da Petrobras - para conter o aumento da gasolina e do diesel. 

Após participar neste sábado (12) de um evento de filiação de deputados federais na sede do PL, em Brasília, Bolsonaro avaliou que a compensação nos preços dos combustíveis, concedida a partir de um Projeto de Lei Complementar (PLC), aprovado essa semana pelo Congresso, ajudará com que o reajuste concedido pela Petrobras ao diesel nesta semana – cerca de 25% - não chegue integralmente às bombas de combustíveis. 

O chefe do Executivo também adiantou que ao governo estuda uma medida similar para a gasolina. A proposta poderá chegar ao Legislativo na semana que vem. "O Senado resolveu mudar na última hora. Caso contrário, nós teríamos também um desconto na gasolina, que está bastante alto. Se bem que [a alta] é no mundo todo. Mas, se nós podemos melhorar isso aqui, não podemos nos escusar e nos acomodar. Se pudermos diminuir aqui, faremos isso", garantiu.

Subsídio

Ao reconhecer a jornalistas que o preço dos combustíveis está alto, Jair Bolsonaro destacou que a sanção fez com que o aumento de R$ 0,90 no litro da gasolina seja reduzido para R$ 0,30. Ainda segundo ele, o conflito na Ucrânia pode pressionar ainda mais o preço do petróleo no mercado internacional. 

“A gente prefere não gastar, não ter que gastar com subsídio, mas se preciso for, para economia do Brasil aqui não parar, não travar, nós preferimos, com toda certeza o Paulo Guedes vai preferir uma medida como essa ou uma alternativa equivalente”, adiantou.

Política da Petrobras

Sobre a política de preços da Petrobras, o presidente criticou a paridade com os preços internacionais, que atrela o valor da gasolina ao dólar. A regra, avaliou, agrada os acionistas da estatal, mas prejudica o consumidor. Bolsonaro disse que cabe à Petrobras apresentar uma proposta para mudar essa dinâmica. 

"Eu tenho uma política de não interferir, sabendo das obrigações legais da Petrobras. E, para mim, particularmente falando, é um lucro absurdo que a Petrobras tem, num momento atípico no mundo. Não é uma questão apenas interna nossa. Então, falar que estou satisfeito com o reajuste, não estou. Mas não vou interferir no mercado", disse em Brasília.

Troca

Sem fazer críticas ao presidente da estatal, Joaquim Silva e Luna, perguntado se o militar poderia ser trocado do comando da empresa, Bolsonaro disse que com exceção dele e do vice-presidente, Hamilton Mourão, “qualquer um no governo pode ser trocado”. 

“Tem certas coisas que não preciso comentar. Ele [Silva e Luna] vai ligar pra mim e falar: ‘Está satisfeito com o reajuste?’. Não vai ligar. Ele sabe o que eu penso disso e o que qualquer brasileiro pensa disso. Agora, o brasileiro tem que entender que quem decide esse preço não é o presidente da República. É a Petrobras com seus diretores e os seus conselhos”, disse.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Homem é preso por não pagar pensão alimentícia em Brusque

Um homem de 25 anos foi detido pela Polícia Militar na tarde desta segunda-feira (16), por volta das 16h, após denúncias de que ele possuía um mandado de prisão aberto. O suspeito foi localizado no Centro de Brusque A PM constatou que o mandado por não pagamento de pensão alimentícia estava em aberto e deteve o homem. Ele foi encaminhado para a Unidade de Prisão Avançada (UPA) de Brusque.
Continuar lendo...

Defesa Civil alerta para ocorrência de grandes volumes de chuva

A Defesa Civil de Brusque está em estado de atenção devido a previsão de chuva persistente a partir da tarde desta segunda-feira (2). Até quarta-feira (4), a previsão é o volume de chuva possa superar 100 mm. Não estão descartados alagamentos por enxurradas e deslizamentos pontuais. “A população deve ficar atenta, especialmente quem mora próximo a encostas e em áreas de risco. Não se pode...
Continuar lendo...

Policia Civil prende suspeita de golpes contra idosa

Na sexta-feira (06), policiais civis da Delegacia de Polícia da Comarca de Tijucas cumpriram um mandado de prisão contra uma mulher suspeita de golpes em Tijucas. As vítimas eram principalmente idosos. A investigação começou a partir de um boletim de ocorrência registrado em fevereiro, de que uma mulher, se aproveitando da sua condição de agente comunitária de saúde, teria visitado a casa da vítima, solicitado informações e fotos para uma suposta atualização de dados da...
Continuar lendo...