Em virada histórica, Brusque bate Chapecoense fora de casa

Em jogo emocionante na noite deste sábado (5), o Brusque Futebol Clube saiu atrás no placar, mais conseguiu uma virada histórica em cima da Chapecoense. No placar 3 a 1 para o Bruscão.

Em um primeiro tempo de muito equilibrio e momentos de jogadas de faltosas por parte das duas equipes, quem abriu o placar foi a Chapecoense com o Foguinho ex-jogador do Brusque, que teve passagem pelo clube em 2021.

A jogada do gol foi aos 43 minutos, quando Foguinho que entrou minutos antes devido a uma lesão de Maranhão, recebeu bola no meio-campo. O jogador foi carregando a bola sem que a marcação chegasse nele, e ao entrar na área resolveu arriscar o chute. O destino da bola foi o fundo das redes sem chances para o goleiro Jordan.

Com a relação ao Brusque, a melhor oportunidade do quadricolor foi aos 11 minutos, quando Alex Sandro recebeu a bola no contra-ataque, e no momento que o jogador cara a cara com o goleiro ia chutar, o zagueiro do time do oeste se jogou na frente da bola e desvio para escanteio.

Como era esperado o Brusque voltou para o segundo tempo com outra postura, e em busca do gol de empate. Mas o que realmente aconteceu foi que em antes dos 20 minutos o quadricolor conseguiu a virada sobre o time do oeste.

O primeiro gol do Brusque veio de uma lance de escanteio. Edilson cobra no meio da área, e o zagueiro Wallace sobe mais alto que o goleiro e cabeceia marcando o gol de empante.

Já o segundo gol começou em um lançamento do goleiro Jordan para Alex Sandro que dribla o lateral da Chape, e cruza para Fernandinho, que livre dentro da área chuta de três dedos, fazendo o da virada do Brusque.

E o Brusque não quis saber de ficar só no 2 a 1, e em jogada pela esquerda Diego Jardel invade a área e é derrubado pelo defensor da Chape, o juiz não exita e marca o pênalti. Na cobrança Alex Sandro desloca o goleiro e marca o terceiro para o quadricolor.

Com o resultado da partida, o Brusque está na quarta colocação com oito pontos somados. Já o time a Chapecoense é o terceiro colocado com nove pontos. As equipes voltam a jogar agora só na próxima quarta-feira (9). Os brusquenses jogam em casa contra o Avaí, que é o oitavo colocado, enquanto a Chapecoense joga fora de casa contra o Joinville, que está na décima primeira colocação.

Ficha Técnica:

Brusque: Jordan, Ianson, Wallace (C), Airton, Edison, Rodolfo Potiguar, Luiz Antônio, Zé Mateus, Diego Jardel, Alex Sandro, Fernandinho (Jailson)
Técnico: Waguinho Dias

Chapecoense: João Paulo (C), Ryan, Frazan, Reginaldo, Marcelo Santos (Paulinho), Fernando, Pablo (Marquinho), Sousa (Vanzela ), Perotti, Maranhão (Maranhão), Guedes,
Técnico: Felipe Conceição 

Arbitragem
Arbitro: Cinésio Mendes Junior
Assistentes: Carlos Alberto do Aragão Junior e Deise Genoefa Bellaver 
Quarto Arbitro: Leonardo Victor Gassen

Publico: 1.887
Renda: 40.290

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Adolescente é hospitalizado após sofrer queimaduras com óleo

Um adolescente de 12 anos teve queimaduras de 2º grau após sofrer acidente doméstico. Uma panela com óleo quente acabou caindo sobre seus pés, o atingindo até a altura do joelho. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, por volta das 22h, uma guarnição se deslocou até a rua Alberto Koffeke, bairro Velha ,em Blumenau. A equipe encontrou a vítima em pé, debaixo do chuveiro.  Ele estava consciente...
Continuar lendo...

Confira como será o tempo na região nesta terça-feira

A passagem de uma frente fria pelo litoral do Sul do Brasil, combinada a presença de instabilidades em níveis mais altos da atmosfera e a disponibilidade de calor e umidade, favorecem condições para temporais com chuva pontualmente intensa em Santa Catarina, nesta terça-feira (31).   Desta forma, o risco para ocorrências associadas aos temporais (raios, rajadas de vento e granizo) e a chuva intensa (alagamentos e enxurradas) é...
Continuar lendo...

Matriz de Risco Regionalizado aponta 13 regiões no nível alto e quatro no moderado

A Matriz de Risco Potencial Regionalizado divulgada neste sábado, 19, aponta 13 regiões classificadas como risco potencial alto (cor amarelo) e 4 no nível de risco moderado (cor azul). Em um comparativo com o relatório divulgado na semana anterior, houve melhora nos indicadores das Regiões do Alto Vale do Rio do Peixe e Grande Florianópolis, que na semana anterior estavam classificadas no nível de Risco Alto (amarelo), e passaram a ser...
Continuar lendo...