Mais de 300 mil trabalhadores ainda não sacaram o abono salarial

O abono salarial é um direito do trabalhador inscrito no PIS, que pode receber uma remuneração de até um salário mínimo, referente aos meses trabalhados no ano anterior. Esse dinheiro pode ser de grande ajuda. Mesmo assim, mais de 300 mil trabalhadores ainda não sacaram o abono a que têm direito referente ao ano de 2019. São R$ 208,5 milhões nos cofres do Estado ainda aguardando seus beneficiários.

Os 320.423 trabalhadores que não sacaram o abono, que já está disponível desde 2020, ainda podem fazê-lo. Eles podem solicitar o pagamento no próximo calendário vigente. Ou seja, podem sacar o valor atrasado do abono de 2019 junto com o abono de 2020, que começa a ser pago em 8 de fevereiro. 

O calendário estipula as datas de pagamento pelo mês do aniversário, se for trabalhador da iniciativa privada, ou pelo número da inscrição, se for trabalhador do setor público.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência, 22,2 milhões de trabalhadores têm direito ao Abono Salarial referente ao ano base de 2019. Desses, 21,9 milhões fizeram o saque de sua quantia correspondente, totalizando R$ 17,2 bilhões já retirados. Segundo a pasta, 98,56% dos trabalhadores com direito ao saque já o fizeram.

Quem tem direito

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos, e que tenha trabalhado formalmente por, no mínimo, 30 dias no ano-base considerado para a apuração, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

Os trabalhadores também podem checar se têm direito ao saque pelo site do governo federal ou da Carteira de Trabalho Digital. A central Alô Trabalhador, telefone 158, também está disponível para atendimento.

Valor

O valor do abono é proporcional ao período em que o empregado trabalhou com carteira assinada em 2020. Cada mês trabalhado equivale a um benefício de R$ 101, com períodos iguais ou superiores a 15 dias contados como mês cheio. Quem trabalhou 12 meses com carteira assinada receberá o salário mínimo cheio, que atualmente é de R$ 1.212.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Após morte, Anvisa suspende venda de emagrecedor

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um alerta sobre os produtos com a marca 50 Ervas Emagrecedor. De acordo com a agência, em comunicado desta sexta-feira (4),  o 50 Ervas Emagrecedor está proibido no país desde 2020 por não estar regularizado como medicamento. O comércio de produtos com propriedades terapêuticas não autorizados pela Anvisa é atividade clandestina. Uma mulher de 42 anos...
Continuar lendo...

Divulgado resultado final do Fundo Municipal de Apoio à Cultura

O Conselho Municipal de Cultura divulga a lista dos projetos selecionados através do edital para o Fundo Municipal de Apoio à Cultura 2022. Ao todo, 15 projetos foram inscritos. Destes, oito foram habilitados para a fase avaliativa. A banca avaliadora foi composta por três nomes conceituados da região. Jesse da Cruz, artista, professor e pesquisador; Caroline Carvalho, atriz, professora e pesquisadora e Carla Carvalho, professora experiente em Arte. A...
Continuar lendo...

(Vídeo) Acidente entre carros para trânsito na Primeiro de Maio

Na manhã desta segunda-feira (30), por volta das 06h, um acidente entre dois carros acabou paralisando parte do trânsito da rua Gustavo Halfpap, bairro Primeiro de Maio, em Brusque. A reportagem da Rádio Cidade recebeu imagens de um motorista que passava pelo local e filmou o momento seguinte que um Chevrolet/Celta e outro carro colidiram na descida do morro. Em consulta ao sistema do Corpo de Bombeiros, os mesmo não foram acionados para nenhuma ocorrência...
Continuar lendo...