(ÁUDIO) Definida empresa que fará reforma da Escola João Boos

A novela em torno da reforma e ampliação da Escola João Boos, em Guabiruba, viveu um novo capítulo ontem, quinta-feira (13). Saiu o nome da empresa vencedora do processo de concorrência para execução da obra. A E.S.E Construções, de Palhoça, apresentou a proposta de menor valor e foi escolhida para o serviço.

Além da E.S.E., as empresas Itaquá Construções Eireli, de Brusque, e Salver Construtora e Incorporadora LTDA, de Ituporanga, participaram do processo. As três apresentaram envelopes com os valores de R$ 4.381.500,11 milhões (E.S.E.), R$ 4.955.555,56 milhões (Salver) e R$ 4.987.493,95 milhões (Itaquá), sendo a de Palhoça a escolhida.

O coordenador regional da Secretaria de Estado das Educação para Brusque, Odair Bozio, afirma que, agora, a vencedora precisa aguardar um período para saber se alguma das outras duas vai contestar o resultado. O período para que sejam feita essa contestação é de 15 dias.

CLIQUE AQUI E OUÇA A ENTREVISTA

“Depois disso, sim, vai para a assinatura da ordem de serviço da ampliação e reforma desse tão esperado momento que a nossa comunidade aguarda, ansiosa, desde 2011 ou 2012”, destaca ele.

A execução da obra deve começar tão logo o contrato seja assinado entra empresa e o governo do estado, através da Secretaria de Educação.

A proposta da E.S.E. ficou quase R$ 700 mil abaixo do que estipulou o governo estadual para execução da obra. O edital, lançado em 2021, estipulava o valor máximo de R$ 5.037.936,86 milhões a ser pago pelo serviço.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões