Dias antes grupo de Brusque passou pelo mesmo local da tragédia em Capitólio

Um grupo de Brusquense com cerca de 35 pessoas fez um passeio de lancha uma semana antes do cânion desabar, em Capitólio. A visita foi no dia 31 de dezembro e segundo relatos, a região estava muito úmida por conta das chuvas.

Um ouvinte da Rádio Cidade, o Nelson Lunardelli, estava com o grupo e contou que ficou muito chocado com o que aconteceu. “Eu estou muito chocado, eu estava lá dia 31 e nossa lancha estava bem naquele ponto que a pedra desabou. É uma fatalidade, quem vai imaginar que um paredão de pedra daquele vai desabar”.

Lunardelli contou que o percurso é tranquilo e monitorado “O passeio é bem seguro, eles ficam lá aguardando o outro chegar para ir debaixo da cascata para se molhar, eles levam as lanchas bem próximo dos paredões, mas tudo bem tranquilo e seguro”.

No dia do passeio a região já estava bastante úmida por conta das cguvas, contou Lunardelli. “Teve até pontos que foram cancelados por causa das chuvas, estava muito molhado onde a gente ia descer e teve que ser cancelado, por tinha chovido muito a noite toda e as pedras estavam muito molhadas, a gente não pode descer.”

A tragédia aconteceu neste sábado (08), e já registrou sete mortes. O acidente ocorreu após um deslizamento de pedras no Lago de Furnas. Pelo menos sete pessoas seguem internadas. 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões