(ÀUDIO) Brusquense que vive na Alemanha há 30 anos visita Rádio Cidade

Há 31 anos vivendo na Alemanha, o brusquense Ivanor Kistenmacher (51) está de férias na cidade natal. Ele, que é ouvinte assíduo e acompanha as notícias de Brusque pela Rádio Cidade, participou de um bate-papo no programa Rádio Revista Cidade, da emissora, nesta quinta-feira (6).

Na conversa, Kistenmacher contou sua trajetória no país europeu e as diferenças com o Brasil tanto no aspecto político quanto cultural. Do rigor ao cumprimento das regras, como leis, à preocupação com questões externas, nos alemães se diferenciam por demais dos brasileiros, afirmou.

Após três décadas no país, Ivanor mantém o contato com o Brasil, a cidade de Brusque e os familiares, que ainda residem por aqui. Ir para o outro lado do mundo ainda bem jovem foi numa grande aposta.

“Cheguei lá com 20 anos. Imagina, é uma aventura! Por sorte, morei em uma cidade perto de Hanôver e que tinha muitos brasileiros”, relatou ele.

Todo ano, ele volta a Brusque para ver a família. A mãe reside no bairro Santa Rita, onde ele fica hospedado. E é nesses momentos que verifica a disparidade cultural entre os povos. Em situações simples, como atravessar uma rua, por exemplo, no tempo do semáforo para pedestre.

“Aconteceu comigo aqui no Centro esta semana. Sinal vermelho, não tinha carro nenhum, todo mundo foi e eu fiquei parado”, contou, entre risos, afirmando que essa é uma prática simples e levada à risca pelo pedestre alemão.

O brusquense afirma que a Alemanha possui regras rígidas atualmente em relação à Covid-19. Testes e vacinas são exigidos para frequentar lugares. Na clínica pertencente a ele, que é fisioterapeuta, nenhum paciente pode ser atendido se não estiver imunizado ou comprovar através de testes que não está infectado.

Na Alemanha, Ivanor Kistenmacher trabalhou como jardineiro e foi até radialista em uma emissora com programa voltado ao público português. Mais tarde, em 2009, abriu a clínica de fisioterapia, onde trabalha com reabilitação física.

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA CLICANDO AQUI OU NO ALTO DA MATÉRIA.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões