Materiais escolares podem ficar até 30% mais caros em 2022

A compra do material escolar, que vai acompanhar a inflação e a alta do dólar, deve ficar mais cara no próximo ano. Segundo a Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (ABFIAE), o aumento pode chegar a 30%.

“Para 2022, temos reajustes elevados em todas as categorias de materiais escolares, variando de 15% a 30%, em média”, afirmou o presidente executivo da ABFIAE, Sidnei Bergamaschi.

De acordo com entidade, as indústrias e os importadores estão sofrendo esse ano um grande aumento de custos. “São aumentos elevados e frequentes nas diversas matérias-primas como, por exemplo, papel, papelão, plástico, químicos, embalagem, etc. Para os produtos importados, os principais impactos são a variação do dólar no Brasil, os aumentos de custos na Ásia e a elevação dos preços de fretes internacionais, decorrente da falta de containers. Além disso, as medidas antidumping para importações de lápis da China, adotadas pelo governo brasileiro este ano, aumentaram os custos na categoria de lápis”, observou Bergamaschi.

O executivo afirmou que nenhum produto escapará da alta de preços.  “Provavelmente todas as categorias de produtos sofrerão aumentos de preços”. E mesmo os produtos nacionais não terão tanta procura, por falta de opções. “Pode ocorrer alguma migração de volume de produtos importados para nacionais, mas em pequena escala. Para a maioria dos produtos atualmente importados, as opções de fornecimento nacional são pequenas”.

Este ano foi marcado por aulas híbridas em diversos estados, e com isso muitos estudantes reaproveitaram materiais escolares de 2020. Com o avanço da vacinação e a volta às aulas totalmente presencial, pelo menos na Educação Básica, a expectativa da entidade para 2022 é cautela.

“Acreditamos que a retomada das aulas presenciais na maioria dos locais no final de 2021 movimentou o setor, mas sem atingir os patamares pré-pandemia. Nosso mercado foi um dos mais atingido durante a pandemia, com escolas e comércio fechados, com uma queda no varejo de papelaria superior a 37%. Apesar de existir uma boa expectativa com o retorno das aulas presenciais em 2022, os comerciantes do setor de papelaria estão cautelosos, pois sofreram muito em 2021, quando não teve volta às aulas, muitas empresas estão em dificuldades financeiras e outras encerraram as suas atividades. Além disso, a degradação dos índices econômicos - dólar elevado, inflação em alta, desemprego e baixo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), põe em risco os resultados para nosso segmento”, avalia o executivo.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Ciclista morre após bater em bomba de água

Um jovem de 27 anos, morreu na manhã desta quinta-feira (13), por voltas das 09h38, após perder o controle da bicicleta, e bater contra uma bomba de água. O fato ocorreu na rua Francisco Tomazonni, bairro Padre Eduardo, em Taió. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o homem transitava na rua Léo Pelker, quando acabou perdendo o controle da bicicleta e saiu da pista, e logo em seguida bater contra uma bomba de água. Quando...
Continuar lendo...

(VÍDEO) Decote da deputada Paulinha volta a causar polêmica

A roupa usada pela deputada estadual Ana Paula da Silva (sem partido), a Paulinha, voltou a causar polêmica nas redes sociais. Em um vídeo publicado em seu Instagram, a parlamentar fez uma projeção para o ano de 2022 de suas ações. Porém, o conteúdo dito por ela perdeu espaço na atenção dos seguidores do perfil para a forma como ela se vestia. Paulinha usava no vídeo uma blusa com decote. Ela se levanta da...
Continuar lendo...

(Video) Fogo atinge área no bairro Santa Terezinha, em Brusque

Desde das 17h34 da tarde desta segunda-feira (3), o Corpo de Bombeiros de Brusque combate uma ocorrência de fogo em vegetação na Rodovia Antônio Heil, bairro Santa Terezinha, próximo do 18° Batalhão de Polícia Militar de Brusque. No momento da chegada das guarnições no loca, o fogo havia tomado conta de boa parte vegetação em um morro, nas proximidades do cemitério Os militares estão, neste...
Continuar lendo...