Anvisa pede para investigar novas ameaças sofridas por seus diretores

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pediu à Polícia Federal (PF) e a outros órgãos a apuração de ameaças contra diretores e servidores, além de reforçar pedido de proteção policial.

“A Anvisa informa que, em face das ameaças de violência recebidas e intensificadas de forma crescente nas últimas 24 horas, foram expedidos neste domingo (19) ofícios reiterando os pedidos de proteção policial aos membros da Agência. Tais solicitações já haviam sido feitas no último mês de novembro quando a agência recebeu as primeiras ameaças”, diz o órgão, em nota.

As ameaças surgiram após decisão da Anvisa de autorizar a aplicação da vacina da Pfizer contra covid-19 em crianças de 5 a 11 anos, na última quinta-feira (16). “O crescimento das ameaças faz com que novas investigações sejam necessárias para identificar os autores e apurar responsabilidades”, diz a Anvisa.

O ofício de hoje da Anvisa foi encaminhado para o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno; o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres; o procurador-geral da República, Augusto Aras; o diretor-geral da PF, Paulo Maiurino, e o superintendente regional da Polícia Federal no Distrito Federal, Victor Cesar Carvalho dos Santos.

“Mesmo diante de eventual e futuro acolhimento dos pleitos, a agência manifesta grande preocupação em relação à segurança do seu corpo funcional, tendo em vista o grande número de servidores da Anvisa espalhados por todo o Brasil. Não é possível afastar neste momento que tais servidores sejam alvo de ações covardes e criminosas”, acrescenta a nota.

A Anvisa informou ainda que não publicará os anexos que materializam as ameaças recebidas para não expor os dados pessoais dos envolvidos, no entanto, disse que todas as informações foram encaminhadas às autoridades responsáveis.

Na última sexta-feira, a diretoria da Anvisa divulgou nota rebatendo questionamentos do presidente Jair Bolsonaro acerca da decisão de autorizar a vacinação em crianças com o imunizante da Pfizer-BioNTech.

Em live em redes sociais, na quinta-feira, Jair Bolsonaro disse que pediu extraoficialmente o “nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de 5 anos". "Queremos divulgar o nome dessas pessoas para que todo mundo tome conhecimento de quem foram essas pessoas e forme seu juízo.”

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

(Vídeo) Veículo sai da pista e cai de ribanceira de 30 metros, no Santa Luzia

Um acidente com quatro vítimas foi registrado pelo Corpo de Bombeiros de Brusque na manhã deste sábado (18). Um Fiat Pálio, com placas de Brusque acabou saindo da pista e caindo de uma ribanceira de aproximadamente 30 metros, na rua Augusto Klapoth, no Santa Luzia.  No atendimento, três das vítimas já haviam conseguido sair do veículo e subir o barranco. Um homem de 27 anos estava deitado em uma pedra, ao lado do veículo. Ele...
Continuar lendo...

Chuvas causam desmoronamento de muro, em Botuverá

Equipes da Secretaria de Obras e do Corpo de Bombeiros foram mobilizados até a rua PG-01, no bairro Pedras Grandes, em Botuverá, para remover um muro caído e lama, nesta quinta-feira (5). O incidente foi ocasionado pelas chuvas dos últimos dias e impedia o acesso ao imóvel. Moradores também relataram que a energia elétrica da casa precisou ser desligada pelo risco de queda de um poste das proximidades. A casa, segundo avaliação...
Continuar lendo...

Colisão entre veículos, no Zantão, deixa cinco feridos

Guarnições de Corpo de Bombeiros foram mobilizadas até a rua Arnoldo Ristow, no bairro Zantão. A colisão entre um Fiat Uno e um Ford Focus foi atendida às 19h26 deste sábado (23). Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas. No Uno, um homem de 30 anos apresentava uma hemorragia no nariz e recusou ser encaminhado para o hospital após os primeiros atendimentos.Um passageiro de 27 anos relatava dores no tórax e joelho. Após...
Continuar lendo...