Vereadores de Brusque aprovam criação de 15 cargos de assessores

A Câmara de Vereadores de Brusque aprovou na sessão de ontem, terça-feira (7), a contratação de 15 assessores parlamentares. A resolução define as nomeações a partir de janeiro de 2022 e os salários ainda não foram definidos.

O projeto de resolução teve apenas dois votos contrários, dos vereadores Ivan Martins (DEM) e Rogério dos Santos  (DEM). Todos os demais, com exceção do presidente da casa, Alessandro Simas (DEM), que não é obrigado, votaram a favor.

Pelo projeto, cada vereador poderá indicar um assessor, totalizando mais 15 cargos na casa, todos comissionados. O valor salarial ainda não foi definido. 

Atualmente, a Câmara possui cinco cargos em provimento de comissão, ou seja, com indicação dos partidos políticos, além de um grupo de servidores efetivos.

A resolução que cria os cargos é de autoria da mesa diretora, composta por  Alessandro Simas (DEM), Déco Batistti (PL), Jean Dalmolin (Republicanos) e Rick Zanata (Patriota). Proposta semelhante já havia sido apresentada em 2017, na época pelos vereadores Jean Pirola (progressista), André Rezini, na época no PPS e atualmente no Republicanos, e Moacir Giraldi (DEM).

Como se trata de uma Reolução, não tem segunda votação e discussão.

 

Votos contrários ao projeto

Rogério dos Santos (DEM)

Ivan Martins (DEM)

 

Votos favoráveis ao projeto

André Vechi (DC)

André “Déco” Batistti (PL)

Beto Piconha (Podemos)

Cacá Tavares (Podemos)

Deivis da Silva (MDB)

Nick Imhof (MDB)

Vilson Tamanini (Progressista)

Juliana da Silva (Republicanos)

Natal Lira (DC)

Marlina Oliveira (PT)

 
Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões