Câmara aprova projetos que afetam servidores públicos municipais

A Câmara de Vereadores de Brusque aprovou, na sessão desta quinta-feira (2)  um pacote de projetos que,  segundo o governo, deve provocar uma economia de mais de R$ 670 milhões até 2052. No pacote estão propostas de alteração no Estatuto dos Servidores que acabam, por exemplo, com a licença-prêmio e altera a regra para aposentadoria dos Servidores Públicos.

Os projetos de leis foram aprovados sem qualquer tipo de discussão. Segundo o vereador André Beck, do Democracia Cristã, isso se deu porque já houve vários debates entre a prefeitura, os vereadores e o Sindicato dos Servidores Públicos sobre o assunto. Na última segunda-feira aconteceu uma assembleia entre os servidores públicos, que aprovaram as mudanças. Essas modificações valem apenas para quem ingressar no serviço público municipal através de concurso a partir de 2022.

A vereadora Marina de Oliveira Schiessl, do PT, votou contra as propostas. Ela justificou dizendo que os projetos, por mais que tenham o discurso de atacar o déficit das contas públicas, retira direitos dos servidores.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões