Após dois anos sem partido, Bolsonaro se filia ao PL

Depois de dois anos sem partido e após negociações com diversos partidos, o presidente da República, Jair Bolsonaro, finalmente assinou filiação à outra legenda. O Partido Liberal (PL), conforme era aguardado, recebeu oficialmente ele nesta terça-feira (30).

A filiação de Bolsonaro foi abonada pelo presidente nacional da sigla, Waldemar da Costa Neto. O ato aconteceu em evento exclusivo para este fim, realizado em Brasília pela manhã.

Tal qual em 2018, quando foi para o PSL, Bolsonaro flertou com diversos partidos, entre eles o Patriota, que mais uma vez ficou somente na expectativa de tê-lo como nome forte para concorrer ao cargo.

O PL tem na presidência nacional o ex-deputado Waldemar da Costa Neto, condenado e preso pelo envolvimento no escândalo do Mensalão no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em Santa Catarina, a filiação de Bolsonaro era aguardada com expectativa e reforça o nome do senador Jorginho Mello, que está na legenda, como pré-candidato ao governo do estado no ano que vem.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões