“Brusque se deparou com cenas de selvageria”, afirma comandante do 18º BPM

Após a briga generalizada do último sábado (27), entre as ruas Felipe Schimidt e rua Centenário, o comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Otávio Manuel Ferreira Filho, lamentou o ocorrido, que classificou como “cenas de selvageria, ignorância” e de “falta de respeito e amor próprio”. O incidente ocorreu após a final da Libertadores da América, entre Flamengo e Palmeiras e exigiu o uso de granadas e spray de gás pimenta para conter a multidão.

Ele se pronunciou por áudio, divulgado nesta segunda-feira. “Brusque se deparou com cenas de selvageria, ignorância, falta de respeito e falta de amor próprio entre as pessoas que ali estavam ou passavam”, descreveu. O comandante relaciona o incidente ao descontentamento com o resultado da partida e o consumo excessivo de álcool.

Todas as viaturas de serviço na noite foram deslocadas para o local, mas, ainda assim, foi necessário uma ação mais enérgica da Polícia Militar (PM). “Mesmo com a intervenção e as ações da polícia, as pessoas que estavam ali presentes não respeitaram a PM, ao ponto da polícia ter que de utilizar granada e gás de pimenta para conter os abusos. As pessoas estavam jogando garrafas, latas e realizando xingamentos e ofensas direcionadas aos policiais militares” .

Sobre o fato de ninguém ter sido detido, Ferreira Filho afirma que “o cenário impossibilitava” ações do tipo e clamou por mais amor próprio. “No jogo, em um  esporte qualquer alguém sempre ganha e sempre perde, agora, violência, não justifica. Praticar atos de violência, selvageria, não justifica, independente do resultado. Esperamos que fatos dessa natureza não aconteçam mais.”

“É lamentável, cenas dessa natureza, principalmente para uma cidade como Brusque”, comentou e conclui: “Por causa de meia dúzia de arruaceiros, pessoas que não sabem controlar suas paixões e seus fanatismos, novamente, cenas degradantes e de selvageria”.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Encontrado oitavo corpo de vítima de desmoronamento em Capitólio

O oitavo corpo de vítima do desmoronamento de um bloco de pedras no lago de Furnas, em Capitólio (MG), foi encontrado, confirmou há pouco o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. Segundo a corporação, ainda existem dois desaparecidos. Os trabalhos de busca recomeçaram às 5h de hoje (9) e envolvem cerca de 50 pessoas, entre bombeiros e militares da Marinha. Ao todo, 11 mergulhadores do Corpo de Bombeiros atuam na...
Continuar lendo...

Rodovia está interditada por tempo indeterminado

A Rodovia SC 410 (Rodovia Deputado Walter Vicente Gomes), no trecho de Canelinha, ficará interditada por tempo indeterminado. O motivo é a necessidade de remoção de uma parte do morro que tem cedido sobre a pista, colocando em risco o trânsito no local. A informação é da Polícia Militar Rodoviária (PRMv). O comunicado avisa que a interrupção do tráfego de veículos pelo local teve início...
Continuar lendo...

Intervalo para receber a terceira dose da vacina será de quatro meses

A Vigilância em Saúde de Brusque recebeu nesta segunda-feira (20), uma nota técnica do Ministério da Saúde, autorizando aplicar a dose de reforço da vacina contra a COVID-19, em um intervalo de quatro meses. Anterior a esta normativa, a chamada “terceira dose” era aplicada num intervalo de cinco meses. Qualquer pessoa acima de 18 anos que já recebeu as duas primeiras aplicações, pode procurar a sala de...
Continuar lendo...