(Vídeo) Moradores do loteamento Dom Nelson convivem com alagamentos recorrentes

Vídeos

Moradores do loteamento Dom Nelson convivem com alagamentos recorrentes

Moradores do loteamento Dom Nelson, no bairro Limeira Baixa, convivem com os transtornos gerados por sucessivos pontos de alagamentos. O problema é atribuído à limitação no sistema de escoamento.

A situação leva moradores, como Ademir do Santos, a clamarem por uma solução para os problemas. Na avaliação dele, uma limpeza nas bocas de lobo da rua poderiam resolver. Em contato com a Secretaria de Obras, afirma, foi informado que seria necessária a troca da tubulação

De acordo com ele, os pedidos por uma manutenção no local são recorrentes há pelo menos quatro meses. “Não sei porque abandonam a gente assim, dos bairros. As pessoas dos bairros também pagam impostos”, queixa-se.

Santos, relembra o histórico de enchentes no local como um agravante para a situação. As noites de chuva, segundo ele, são de tensão entre os moradores. “A gente não dorme, fica olhando na janela. Agora, com as boca de lobo tudo entupida, nós ficamos mais preocupados ainda. Já perdemos muitas coisas e temos medo, né? A água vem rápido e destroi.”

Jussara de Fatima sabe bem o prejuízo e medo levado pelas águas. Há menos de seis meses, a família dela foi uma das que precisou ser resgatada pelo Corpo de Bombeiros devido ao alagamento. Antes, a casa já havia sido atingida outra vez.

“É muito difícil a gente viver aqui, assim. Quando dá uma chuva a gente tem que ficar se preocupando para não entrar água dentro de casa”, relata. Com a falta de escoamento, mesmo chuvas de baixa intensidade podem gerar transtornos. Além de alagamento do pátio, não é raro que a água volte pelos ralos da casa.

Todo loteamento

O secretário de Obras, Ricardo de Souza, confirma que todo o loteamento sofre com os problemas e uma solução só seria possível com uma recuperação de toda a calha do rio Limeira. A proposta é parte do projeto Brusque 2030.

Souza lembra que o sistema de escoamento foi limpo há cerca de 4 meses e que uma nova revisão das bocas de lobo serão feitas no loteamento. “Está no cronograma, sim, passarmos por lá para mais uma limpeza até o final do ano. Temos conhecimento do histórico de alagamentos de toda a bacia do rio Limeira e o Loteamento Dom Nelson é um dos pontos mais baixos”, descreve.

 
Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões