(Vídeo) Emenda parlamentar de R$ 1 milhão é destinada para ampliação do Hospital Azambuja

Vídeos

Emenda parlamentar de R$ 1 milhão é destinada para ampliação do Hospital Azambuja

Em visita a Brusque, o deputado federal Daniel Freitas, aproveitou para conhecer os Hospitais Dom Joaquim e Azambuja. A agenda contou ainda com visita a representantes da classe política e empresariais da cidade. Ele destinou uma emenda parlamentar de R$ 1 milhão para o Hospital Azambuja.
Os recursos vão compor os investimentos para a construção de uma torre de alta complexidade na unidade, com custo estimado em R$ 4 milhões. A estrutura de cinco andares deve comportar cinco novas salas de Centro Cirúrgico, mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto Geral, 30 leitos privativos de internação e uma UTI Neonatal, com 10 leitos. 

Segundo o deputado, a destinação de recursos para a unidade surgiu em função do apoio recebido por ele e por uma sugestão do empresário Luciano Hang. “Este hospital é referência para toda a região”, descreve.

Para o vice-diretor administrativo do Hospital Azambuja, Gilberto Bastiani, o foco inicial é colocar em operação a UTI Neonatal em operação. Ela é descrita pelo administrador como uma necessidade estadual, tendo em vista a limitação de estruturas especializadas para este foco. Hoje o hospital já possui os equipamentos necessários para o funcionamento do espaço e a estimativa é que sejam necessários até seis meses para concluir a construção..

De acordo com ele, os recursos destinados pelos parlamentares são essenciais para que o hospital consiga ampliar sua estrutura. Apesar do hospital mais próximo a contar com o serviço pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ser em Blumenau, a demanda por vagas, acaba fazendo com que seja preciso se deslocar para outras cidades, como Lages ou Florianópolis. 

“Hoje a nossa principal necessidade é a UTI Neonatal, um serviço que não é disponibilizado pelo SUS, na nossa cidade, então crianças recém nascidas que precisam desse suporte precisam ser encaminhadas para outras cidades”, afirma. ”É um transtorno para o hospital, quanto para a família”.

 
Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões