(Vídeo) Obra da barragem de Botuverá pode começar a qualquer momento

Vídeos

Barragem de Botuverá depende de licença e alteração nos limites de Parque Nacional

O chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, David Bussarelo, além do deputado federal Darci de Matos (PSD) e estadual Jerry Comper (MDB), estiveram na região nesta segunda-feira (8). O tema da visita foi a liberação da obra da barragem de Botuverá. 

Com um custo estimado em R$ 165 milhões, a iniciativa aguarda a Licença Ambiental de Instalação (LAI), entregue ao Instituto de Meio Ambiente (IMA) do estado para que as obras possam começar. Para tirar a proposta do papel também será preciso rever a área do Parque Nacional da Serra do Itajaí. 

Segundo o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, David Bussarelo, o tema é tratado com atenção pelo estado e há avanços na proposta. Hoje, a iniciativa possui a licença ambiental provisória emitida e aguarda a LAI. “Estamos na iminência da emissão da LAI, todos os documentos exigidos pelo órgão ambiental foram entregues, então a qualquer momento vamos ter a liberação”.

Além disso, ele destaca o avanço nas desapropriações necessárias para a obra. Das três exigidas, uma está paga e as outras duas estão em processo de liberação para o pagamento.

Mudança no parque

Segundo o deputado federal Darci de Matos (PSD), relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na Câmara dos Deputados, superadas as exigências ambientais, a proposta precisa tramitar ainda no Senado. Ele é autor do projeto que altera as dimensões do parque. Pelo projeto, haverá a doação do governo do estado de 350 hectares para o parque, enquanto o parque repassa 2 hectares para a instalação da barragem. 

A tramitação, pela expectativa do deputado, deve ser concluída até dezembro. “Está tudo resolvido em termos ambientais, o projeto já passou pela Comissão de Meio Ambiente, que é muito rigorosa e precisa ser. Portanto, agora eu dou o parecer e aprovamos pela legalidade, o projeto não tem nenhuma inconsistência legal, agora ele vai para o senado e para sanção”, projeta. 

O deputado Jerry Comper destacou a tramitação e o esforço das diferentes representatividades locais para que a obra seja liberada o mais rápido possível. De acordo com ele, o projeto tem uma importância regional. “Importante não só para Botuverá, mas para Botuverá, Brusque e Itajaí. Não é só uma questão de prevenção, é uma questão de prevenção, é uma barragem que vai ter água potável e vai ter a geração de energia”, afirma. 

 
Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Judiciário catarinense integra sistemas na tentativa de aumentar eficiência

Os cartórios das varas e a Diretoria de Recursos e Incidentes já contam com a primeira integração entre os sistemas Depósitos Judiciais (Sidejud e eproc) desde a última quarta-feira (20). A integração lança automaticamente, no eproc, o evento das transferências recebidas por meio do Sisbajud, incluindo, em documento anexo, as informações completas do processamento. Isso elimina o trabalho operacional executado...
Continuar lendo...

Pandemia diminui pela metade transplantes de córnea no país

Desde o início da pandemia de covid-19 no Brasil, em março de 2020, o transplante de córnea é um dos mais afetados no país. Dados apresentados pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) apontam que em 2020 este tipo de cirurgia caiu praticamente pela metade. Naquele ano, o país registrou 7,1 mil transplantes de córnea ante 14,9 mil em...
Continuar lendo...

Pode faltar água nos bairros Águas Claras e Santa Luzia nesta segunda-feira

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque informa que identificou, na manhã desta segunda-feira (21), uma falha mecânica em uma válvula que controla a entrada de água bruta na represa do sistema de tratamento do bairro Santa Luzia. Como efeito, a barragem da estação estava apresentando transbordo.  Para solucionar a questão, a equipe técnica da autarquia teve de realizar o fechamento manual...
Continuar lendo...