Estado mantém quinta semana de melhora de indicadores da matriz de risco

Pela quinta semana consecutiva, Santa Catarina segue a tendência de redução das taxas transmissão e registros de casos graves e mortes atribuídas ao covid-19. Segundo dados da Matriz de Risco, divulgados neste sábado (6), 12 regiões do estado apresentam risco moderado e cinco o risco médio.

Em comparação com o relatório da semana anterior, regiões do Alto Uruguai Catarinense, Médio Vale do Itajaí, Oeste e Planalto Norte apresentaram uma melhoria nos índices avaliados, passando para o moderado. A classificação é a mesma do Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Extremo Sul, Grande Florianópolis, Laguna, Meio Oeste e Vale do Itapocu no nível azul. 

Apenas a região da Serra Catarinense regrediu nos indicadores,  passando a ser classificada como de nível alto (amarelo) de risco.  Assim como ela, são classificadas assim as regiões do Extremo Oeste, Foz do Rio Itajaí, Nordeste e Xanxerê.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Lutando para se afastar do Z-4 Brusque enfrenta o Confiança neste sábado

O Brusque venceu o Náutico na última rodada, mas precisa conquistar os três pontos neste sábado (06), contra o Confiança, pela 34ª rodada do Brasileirão Série B, para se afastar do Z-4.O confronto vai ser no Estádio Batistão, em Aracaju, às 19h. Para esse confronto, Waguinho Dias não vai poder repetir a mesma escalação que usou contra o Náutico, isso porque o Luizão sofreu um...
Continuar lendo...

Santa Catarina está entre os estados com melhor enfrentamento à pandemia

Santa Catarina está entre os quatro estados brasileiros com nota máxima (10) na criação e incorporação de mecanismos de enfrentamento à pandemia. O dado é parte de um estudo preliminar do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Os outros estados que tiraram 10 foram Paraíba, Rio Grande do Sul e São Paulo. A média geral foi de 6,6, em uma escala de -6 a 10. Para medir e dar parâmetros para que...
Continuar lendo...

Brasil de Pelotas e torcedor punidos por injúria racial contra jogador do Brusque

O Brasil de Pelotas foi punido com a multa de R$ 30 mil por discriminação racial praticada pelo torcedor Douglas Menezes Jorge contra um atleta do Brusque. O torcedor também foi denunciado, mas a Quarta Comissão Disciplinar do STJD do Futebol entendeu que ele não é jurisdicionado pela Justiça Desportiva, porém determinou a proibição do ingresso do infrator aos jogos do Brasil como mandante por 900 dias. A sessão...
Continuar lendo...