Famílias catarinenses se mostram otimistas

A intenção de consumo das famílias (ICF) catarinenses em março apresentou queda na comparação mensal (2,6%), marcando 143,2 pontos. Este é o segundo mês consecutivo de queda do índice de intenção de consumo das famílias de Santa Catarina que, mesmo assim, em termos absolutos, continua indicando um otimismo destas em relação ao consumo.


A pesquisa feita pela Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-SC) foi baseada na entrevista de 500 consumidores de Florianópolis. No estudo, o consumo atual apresentou dados diferentes do emprego e da renda e teve alta no mês de 1,8%. No entanto, no ano o índice apresentou queda de 2,2%. Em termos absolutos, o índice ficou em 114,9 pontos. Confira a pesquisa na íntegra aqui.


Dados mostram ainda que o emprego, renda e consumo atuais continuam tendo, por parte das famílias catarinenses, uma percepção muito positiva. Na perspectiva profissional, o índice ficou acima da barreira dos 100 pontos, alcançando a marca de 104,1 pontos – o que também indica otimismo das famílias com relação ao próprio futuro profissional. Na comparação mensal, o índice caiu 6,1%. Já na comparação anual, houve variação negativa de 7,1%.

Dúvidas ou Sugestões