Aplicação de insulina é tema de curso para profissionais da saúde

Técnicos em enfermagem do programa Estratégia Saúde da Família (ESF) participaram de um curso focado na aplicação de insulina com o uso das canetas específicas para a prática na tarde desta quarta-feira (06). A programação do Núcleo de Educação Permanente em Saúde e Humanização (NEPSHU) e Departamento de Assistência Farmacêutica ocorreu no auditório da Secretaria de Saúde.

Segundo a coordenadora da Atenção Básica, Rafaela Lopes Doria, foi solicitado a presença de um representante de cada equipe. No total, 16 técnicos participaram da capacitação, o restante terá a oportunidade na próxima semana. 

De acordo com a diretora de Atenção Farmacêutica, Patrícia Bernardi Sassi, a intenção é preparar os técnicos, para que possam oferecer um serviço de qualidade à população. “As pessoas, quando chegam na farmácia básica e recebem as canetas, às vezes ficam com dúvidas. E nada melhor que o profissional que está perto, no dia a dia, desse paciente ter as informações corretas para ajudar”, destacou ela. 

As canetas 

Daniel Petry Júnior, farmacêutico bioquímico da Farmácia Básica, que ministrou o curso com a colega Flora Willrich de Souza explica que desde fevereiro de 2021, a Nota Técnica número 84 do Ministério da Saúde, passou a oferecer as canetas como alternativa de tratamento, via Sistema Único de Saúde (SUS). A medida também inclui pessoas que têm diabetes do tipo dois. Se encaixam nos critérios de recebimento dos dispositivos para aplicação de insulina, os pacientes que têm até 16 anos, ou maiores de 50 anos.

“Muitas pessoas estão tendo acesso as canetas, aumentou o público, o uso agora é para os dois tipos da doença, o um e o dois. No curso, explicamos sobre o armazenamento, os cuidados, aplicação, que são questões muito importantes”, afirmou ele. 

O farmacêutico ressalta que o uso correto do dispositivo favorece o tratamento do paciente. “As pessoas que têm conhecimento de como funciona a caneta, irão fazer o uso certo, e isso vai ajudar para que eles tenham uma qualidade de vida melhor. Tratando a doença”. 

O dispositivo para aplicação de insulina via SUS, não tem refil, tem duração de 30 dias, e são dispensadas na Farmácia Básica Municipal. Caso o usuário tenha alguma dúvida poderá entrar em contato pelo telefone (47) 3255-6856.

 
Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

(Vídeo) Igreja do Lageado Alto aguarda nova barreira de contenção de barranco após danos com a chuvas

As chuvas do último dia 12 e geraram deslizamentos de terra em diferentes pontos da região, também afetaram o entorno da Igreja Adventista do bairro Lageado Alto, em Guabiruba. O local já havia recebido uma barreira de contenção, no ano passado. com as chuvas, parte da estrutura acabou sendo destruída.  Desde lá, os encontros, como conta o Primeiro Ancião, Sérgio Polheim, ocorrem de forma improvisada, na casa dele. O...
Continuar lendo...

Idoso é morto pela polícia após atirar contra vizinhos

Um homem de 80 anos de idade foi morto pela polícia militar após atirar contra vizinhos. Ele teria reagido à chegada da PM, o que fez com que os agentes o atingissem com disparo na cabeça. O caso aconteceu na noite de ontem, sexta-feira (22), na cidade de Xanxerê, no Oeste catarinense. A informação é de que uma família de vizinhos estava na rua, quando o homem começou a gritar com eles. Em seguida, ele pegou uma arma e...
Continuar lendo...

(Vídeo) Falta de lares temporários pode levar PATA a encerrar atividades

A dificuldade para conseguir lares temporários pode levar a Ong guabirubense Protegendo Todos os Animais (PATA) a paralisar as atividades. O anúncio foi feito por meio das redes sociais e confirmado por membros da entidade.  Hoje, apenas duas voluntárias fazem parte da rotina diária da PATA e cerca de 30 animais são mantidos em lares temporários. “Nos últimos anos a coisa se tornou, de um ponto, insustentável. Principalmente...
Continuar lendo...