Professora em SC ganha permissão para não se vacinar contra a Covid-19

Uma professora da rede municipal de Gaspar, ganhou na justiça o direito de não se vacinar contra a Covid-19. A professora entrou com uma liminar para além de suspender a imunização, não sofrer penalidades e também não deixar de exercer a função.  

O pedido veio por conta de um decreto publicado em agosto que torna obrigatória a vacinação para os servidores da educação do município e prevê falta disciplinar em caso de recusa e o fato dos profissionais que não apresentarem justificativa no caso de recusa, não vão poder entrar nas unidades de ensino. Além disso, há também a decisão do Supremo Tribunal Federal que diz ser constitucional a vacinação obrigatória contra a Covid-19.

A juíza Cibelle Mendes Beltrame aceitou o pedido, relembrou a decisão do STF, mas justificou que a obrigatoriedade não pode ser exigida porque as vacinas ainda estão em estudos.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões