Brusque manterá vacinação Covid-19 em adolescentes

Integrantes da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de Santa Catarina e secretarias de Saúde de todos o estado estiveram reunidos de forma remota nesta quinta-feira (16). A reunião extraordinária foi para uma definição quanto à vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos, sem comorbidades. A decisão foi por manter a imunização conforme a disponibilidade de doses da vacina Pfizer, priorizando aqueles com comorbidades. 

Durante a atividade também ocorreu a formalização de um documento, solicitando apoio do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) para que o Ministério da Saúde reconsidere a decisão de suspender a vacinação dos adolescentes, pelo fato dos gestores entenderem que o respaldo técnico apresentado pelo órgão é frágil.

A diretora de Vigilância em Saúde, Ariane Fischer, reiterou o que foi divulgado durante a tarde. De acordo com ela, o município de Brusque seguirá as decisões do Estado. “A vacinação de adolescentes não será interrompida. O Estado se posicionou contra. Foram 335 casos de miocardite em três bilhões e meio de doses aplicadas. Valor irrisório que não sustenta a argumentação de interrupção da vacinação em adolescentes”, afirmou ela. 

Outra situação que ficou definida foi a antecipação da segunda dose de esquemas iniciados com a vacina Pfizer para o intervalo de oito semanas, com o intuito de aumentar os esquemas completos na população. Ariane explica, que as doses serão encaminhadas a partir da próxima segunda-feira(20). Conforme a Câmara Técnica atualmente, o estado possui armazenado na Rede de Frio um total de 303.320 doses da Pfizer para aplicação da segunda dose (D2), quantitativo suficiente, neste momento, para realizar essa antecipação de pessoas que receberam a primeira dose até dia 21 de julho.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões