Projeto quer implantar pedágio nas rodovias de acesso a Brusque

A cidade de Brusque poderá ficar cercada por várias praças de pedágio nas rodovias que dão acesso a ela. É o que prevê um projeto que está em fase de elaboração para concessão destas vias à iniciativa privada, a partir de parceria entre o governo federal e o governo do estado. O projeto já está em fase de elaboração no Ministério de Infratestrutura.

Pelo projeto, a concessão para instalação das praças ocorrerá a partir de 2023. Empresas privadas fariam o processo execução de obras de duplicação das rodovias federais, como a BR 470, implementando, com melhoria e, em contrapartida, recebem permissão para explorar através de praças de pedágio.

Além dos trechos na Ivo Silveira, que liga Brusque e Gaspar, e a Antônio Heil, de Brusque a Itajaí, também há a intenção de implementar a medida na Walter Vicente Gomes, ligando São João Batista a tijucas.

Plano híbrido de concessões permitirá que a empresa explore o pedágio tanto na rodovia federal quanto em uma ou nas demais estaduais.

A ideia de se implementar uma praça de pedágio na Rodovia Antônio Heil (SC 486), entre Brusque e Itajaí, ganhou repercussão negativa em 21016, na gestão do ex-governador Raimundo Colombo. Foi o próprio Colombo quem fez o anúncio, juntamente com o então secretário de Infraestrutura, Murilo Flores. Diante da repercussão negativa, o ex-governador recuou e disse, no ano seguinte, que a concessão para a iniciativa privada explorar não ocorreria.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões