Orçamento de 2022 prevê salário mínimo de R$ 1.169

A alta da inflação nos últimos meses fez o governo elevar a previsão para o salário mínimo no próximo ano. O projeto da lei orçamentária de 2022, enviado hoje (31) ao Congresso Nacional, prevê salário mínimo de R$ 1.169, R$ 22 mais alto que o valor de R$ 1.147 aprovado na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) .

A Constituição determina a manutenção do poder de compra do salário mínimo. Tradicionalmente, a equipe econômica usa o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano corrente para corrigir o salário mínimo do Orçamento seguinte.

Com a alta de itens básicos, como alimentos, combustíveis e energia, a previsão para o INPC em 2021 saltou de 4,3% para 6,2%. O valor do salário mínimo pode ficar ainda maior, caso a inflação supere a previsão até o fim do ano.

PIB

O projeto do Orçamento teve poucas alterações em relação às estimativas de crescimento econômico para o próximo ano na comparação com os parâmetros da LDO. A projeção de crescimento do PIB passou de 2,5% para 2,51% em 2022. Já a previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), usado como índice oficial de inflação, foi mantida em 3,5% para o próximo ano.

Outros parâmetros foram revisados. Por causa das altas recentes da Selic (juros básicos da economia), a proposta do Orçamento prevê que a taxa encerrará 2022 em 6,63% ao ano, contra projeção de 4,74% ao ano que constava na LDO.A previsão para o dólar médio foi mantida em R$ 5,15.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Brusque ganha totem com a frase “Eu Amo Brusque”

Como forma de incentivar o turismo e promover a cidade de Brusque, a prefeitura de Brusque, por meio da diretoria de Turismo, começou a implantar na cidade totens com a frase “Eu Amo Brusque”, que ainda tem a “# Brusque Cidade da Moda”. O primeiro local a receber o letreiro foi o parque Zoobotânico. O totem instalado tem 5m de largura, por 1m 10 de altura, as letras de Brusque e o B em formato de coração, formando o eu amo Brusque,...
Continuar lendo...

(Vídeo) Falta de lares temporários pode levar PATA a encerrar atividades

A dificuldade para conseguir lares temporários pode levar a Ong guabirubense Protegendo Todos os Animais (PATA) a paralisar as atividades. O anúncio foi feito por meio das redes sociais e confirmado por membros da entidade.  Hoje, apenas duas voluntárias fazem parte da rotina diária da PATA e cerca de 30 animais são mantidos em lares temporários. “Nos últimos anos a coisa se tornou, de um ponto, insustentável. Principalmente...
Continuar lendo...

(VÍDEO) Vereadores querem explicações de diretora da cultura sobre obra apagada

A Câmara de Vereadores de Brusque vai chamar a diretora da Fundação Cultural, Zane Marcos, para que explique sobre a situação da obra apagada das paredes da autarquia e que está rendendo grande polêmica. O convite foi aprovado na sessão desta terça-feira (28) e tem autoria da vereadora Marlina Oliveira Schiessl (PT). Mas foi um discurso contundente do vereador Cassiano Tavares (Podemos) sobre o assunto que calou o Legislativo...
Continuar lendo...