Ex-capelão do Hospital Azambuja morre em decorrência do Covid-19

A Arquidiocese de Florianópolis confirmou, por meio de nota, a morte do padre Valmir Debarbi, conhecido como padre Miro, na noite deste sábado (31). Ele foi capelão do Capelão do Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux, o Hospital Azambuja, além de ter atuado em diferentes paróquias da região.

A morte de Debarbi ocorreu no início da noite deste sábado, por conta de complicações do Covid-19. Ele estava internado desde o dia 14 de junho.

 

Confira a nota na íntegra:

Nota de falecimento: Pe. Valmir Debarbi (Pe. Miro)

Com grande pesar comunicamos o falecimento do Pe. Valmir Debarbi, conhecido carinhosamente como Pe. Miro, acontecido no início da noite deste sábado, dia 31 de julho de 2021. Pe. Miro estava internado desde o dia 14 de junho, em decorrência do agravamento da Covid-19.

O velório será na Igreja Matriz da Paróquia São João Batista, bairro São João, em Itajaí, previsto para iniciar a partir das 23h.

A missa de corpo presente será às 11h deste domingo, dia 1º de agosto, na Igreja Matriz da Paróquia São João Batista, em Itajaí. Após a celebração, seu corpo seguirá para Ilhota, na Capela Cristo Rei, no bairro Baú Baixo, onde haverá outra missa de corpo presente às 16h, seguido de seu sepultamento.

 

Biografia:

Nascido em 8 de setembro de 1960, Pe. Miro era natural de Ilhota e foi ordenado presbítero em 25 de abril de 1992. O presbítero atuou em diversas paróquias da arquidiocese, como: Vigário Paroquial da Paróquia Santíssimo Sacramento, em Itajaí; Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Antônio Carlos; Pároco da Paróquia Santo Antônio e Santa Maria Goretti, bairro Coloninha, em Florianópolis; Vigário Paroquial da Paróquia Divino Espírito Santo, em Camboriú; Vigário Paroquial da Paróquia Santo Antônio, de Itapema; Capelão do Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux, Azambuja, Brusque; Vigário Paroquial da Paróquia São Sebastião, em Tijucas.

Desde 2012, Pe. Miro era pároco da Paróquia São João Batista, bairro São João, em Itajaí.

Damos graças a Deus pelos 29 anos de vida sacerdotal do Pe. Miro, por todo período dedicado à paróquia e às pessoas necessitadas. Que o Senhor o acolha em sua glória!

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões