(VÍDEO) Debater retorno do voto impresso é importante, diz criador da urna eletrônica

Vídeos

O que pensa o criador do voto eletrônico sobre volta da votação impressa

O processo eleitoral avançou muito no Brasil. Se trinta anos atrás a população demorava semanas para saber quem era seus representantes eleitos, hoje isso acontece em horas, as vezes ate minutos após o encerramento da votação.

Atualmente, quando se fala em voto no Brasil, é como se tudo o que se viveu nos anos 1990 tivesse ficado lá atrás. Ao mesmo tempo, tem crescido o clamor pelo retorno da votação impressa. Mas até que ponto isso é viável ou saudável para o processo eleitoral no país?

Criador da urna eletrônica, processo que revolucionou o sistema de apuração de votos no Brasil, o ex-desembagador Carlos Prudêncio afirma que é possível, sim, manter o atual sistema e implementar, novamente, a votação imprensa. Manter a vontade popular é imprescindível, afirma ele.

“Posso afirmar que é muito sadia essa discussão, que o povo discuta a validade ou não, para que ele, eleitor, possa conferir seu voto”, pontuou à Rádio Cidade.

Em 1989, Carlos Prudêncio era juiz eleitoral em Brusque e lançou para o mundo a urna eletrônica. Modelo que ele guarda até hoje em sua residência. Uma verdadeira relíquia.

Apesar de entender válido o retorno do voto impresso, ele afirma que a grande questão é ter a possibilidade de auditar o resultado. E isso, em sua visão, pode ser feito eletronicamente.

“Os partidos políticos, com antecedência, têm que indicar ao juiz eleitoral os fiscais de toda a votação. Se tem dez partidos, dez ficais. Terminada a votação, o presidente (da sessão) aciona sua senha e, eletronicamente, sai para ele o resultado daquela sessão. Ela vem impressa em uma tira de papel. Assim, o presidente da sessão entrega o resultado para cada um daqueles dez fiscais”, exemplifica ele.

Com isso, é possível que os partidos centralizem a contabilização dos votos a partir da emissão impressa em cada sessão. Se houver algum equivoco entre o que foi divulgado pela Justiça Eleitoral com o registrado pelas legendas, a eleição pode ser contestada.

“Mas vocês viram que até hoje, nunca, alguém conseguiu entrar na urna eletrônica”, pontua Prudêncio.

O ex-desembargador acredita que é possível avançar ainda mais o sistema de voto, utilizando tecnologia que já está aí. E cita o modelo usado no sistema de criptomoedas. E vai além:

“Colocar na tecnologia um sistema que, no mesmo momento em que eu esteja votando ali, o sistema já mande para mim o meu voto. Reproduza o meu voto. Via mandar para mim no meu celular, Iphone, relógio, para meu computador, meu Ipad. Ou seja, tenho meu cadastro e exijo receber a comprovação o meu voto”, finaliza.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Brusque registra 18 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

São 27.739 os casos confirmados de Covid-19 em Brusque desde o início da pandemia do novo coronavírus. É o que demonstra o boletim epidemiológico divulgado na tarde desta terça-feira (03), pela Diretoria de Vigilância em Saúde. Nas últimas 24 horas, foram notificadas 18 novas ocorrências da doença no município. Do total de infectados, 26.834 pacientes estão recuperados. Há 603 casos ativos e 06 em...
Continuar lendo...

Guabiruba não registra novos casos de covid-19

A Prefeitura de Guabiruba informou o Boletim Epidemiológico deste domingo (25). Conforme dados nenhum caso foi confirmado hoje Ao total, Guabiruba registra 3974 casos de Covid-19, destes, 3884 estão recuperados e 44 estão ainda ativos. O Centro de Triagem registou hoje um suspeito. Guabiruba possui cinco cidadãos internados, sendo quatro na enfermaria e um na UTI. Até agora, Guabiruba possui 46 óbitos pelo vírus, 11.821 cidadãos...
Continuar lendo...

Edemar Fischer é o novo vice-presidente regional da Fiesc

O empresário brusquense Edemar Fischer foi empossado como novo vice-presidente Regional da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) para região de Brusque. A solenidade aconteceu ontem, quinta-feira (12), em Florianópolis. O empresário joinvilense Mário Cézar Aguiar foi reconduzido à presidência da entidade estadual para mais um mandato. Edemar sucede seu irmão, Ingo Fischer, que ocupou a...
Continuar lendo...