Barroso reafirma que nunca foi registrada fraude nas urnas eletrônicas

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, reafirmou hoje (9) que jamais foi registrada nenhuma fraude desde a implantação das urnas eletrônicas, em 1996. Segundo Barroso, o sistema é integro e permitiu a alternância no poder.

A manifestação de Barroso foi feita após declarações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro na manhã de hoje. Durante conversa com apoiadores, Bolsonaro voltou a defender o voto impresso para auditar os resultados das eleições de 2022 e disse que “a fraude está no TSE”.

Em nota, Barroso lembrou que a presidência do TSE é exercida por ministros do Supremo Tribunal Federal e que, desde 2014, o cargo foi ocupado por Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Luiz Fux, Rosa Weber e por ele mesmo. "Todos participaram da organização de eleições. A acusação leviana de fraude no processo eleitoral é ofensiva a todos." 

Veja a íntegra da nota divulgada pelo TSE:

“Tendo em vista as declarações do Presidente da República na data de hoje, 9 de julho de 2021, lamentáveis quanto à forma e ao conteúdo, o Tribunal Superior Eleitoral esclarece que:

1. Desde a implantação das urnas eletrônicas em 1996, jamais se documentou qualquer episódio de fraude. Nesse sistema, foram eleitos os Presidentes Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro. Como se constata singelamente, o sistema não só é íntegro como permitiu a alternância no poder.

2. Especificamente, em relação às eleições de 2014, o PSDB, partido que disputou o segundo turno das eleições presidenciais, realizou auditoria no sistema de votação e reconheceu a legitimidade dos resultados.

3. A presidência do TSE é exercida por Ministros do Supremo Tribunal Federal. De 2014 para cá, o cargo foi ocupado pelos Ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Luiz Fux, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso. Todos participaram da organização de eleições. A acusação leviana de fraude no processo eleitoral é ofensiva a todos.

4. O Corregedor-Geral Eleitoral já oficiou ao Presidente da República para que apresente as supostas provas de fraude que teriam ocorrido nas eleições de 2018. Não houve resposta.

5. A realização de eleições, na data prevista na Constituição, é pressuposto do regime democrático. Qualquer atuação no sentido de impedir a sua ocorrência viola princípios constitucionais e configura crime de responsabilidade”. 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

(VÍDEO) Álcool e maconha: o que fez o motorista antes de atropelar e matar Milena

O motorista que atropelou e matou a menina Milena Ketlin Ristow (9) no sábado (17) desandou a chorar quando preso e interrogado na Delegacia de Polícia Civil. Ele a atingiu por volta de 18h, na Rua Davi Hort, no bairro Cedro Alto e, desde então, está preso em flagrante pelo crime.  Segundo o delegado responsável pelo caso, Matusalém Júnior de Moraes Machado, o rapaz não estava no local do crime. Porém, uma testemunha que...
Continuar lendo...

Ponte da rua DJ-003, Bairro Dom Joaquim, recebe trave de altura

A Prefeitura de Brusque, por meio da Diretoria de Trânsito, informa que a a ponte na Rua DJ-003 (Beira Rio), no bairro Dom Joaquim, está interditada para caminhões, ônibus e veículos com altura superior a 2,30m. A medida foi necessária já que o excesso de peso tem prejudicado a estrutura da ponte. Os condutores que transitam pela Rodovia SC-486 em direção a rua DJ-003 deverão acessar a rua Irmã Josefina seguindo...
Continuar lendo...

Rua Vicente Merísio passa por revitalização

A Secretaria de Obras iniciou a revitalização da rua Vicente Merísio, no bairro Dom Joaquim. A via, que tem aclive acentuado, possuía parte em concreto, que estava muito danificado e outro trecho, plano, sem pavimentação. Os trabalhos iniciaram com a recuperação da parte danificada, cerca de 40 metros, aproximadamente. Além disso, outro trecho, com 45 metros, também recebeu concreto. Na parte plana, cerca de 250 metros,...
Continuar lendo...