Destinado ao Anjos do Peito, dinheiro foi usado em outro serviço de saúde pela Prefeitura

Um montante de R$ 250 mil destinados ao Instituto Catarinense Anjos do Peito foi utilizado em outros serviços de saúde pela Prefeitura de Brusque. O dinheiro era oriundo de emenda parlamentar, através do deputado federal Gilson Marques (Novo).

A situação foi levantada durante a última assembleia do Grupo de Proteção à Infância e Adolescência (Grupia), em junho,  pela presidente do Instituto, Angelina Lucia Tarter. Sem o recurso, a entidade corre o risco de fechar as portas e parra o atendimento a mais de mil mulheres que procuram o instituto todo ano.

“São mães que precisam. Essas mulheres voltam ao trabalho com quatro meses (após o nascimento do bebê, desmamam com quatro meses”, afirmou ela à Rádio Cidade quanto à importância do trabalho.

Nesta quinta-feira (8), em nova assembleia do Grupia, o assunto voltou ao debate novamente. Destra vez, porém, com a sinalização de solução para que o recurso chegue ao destino originalmente defendido, ou seja, ao Instituto Anjos do Peito. O coordenador do órgão, Paulo Vendelino Kons, anunciou que após a repercussão do fato, a Prefeitura resolveu comunicar o redirecionamento da verba.

"Fico até sensibilizado pela agilidade com que o poder público buscou resolver a questão", frisou ele.

Presente no evento, o vice-prefeito Gilmar Doerner disse que houve uma conversa sobre o assunto na Prefeitura entre o gabinete do prefeito, a Secretaria da Fazenda e representantes do Instituto. Ficou definido que o dinheiro será encaminhado à entidade em três parcelas anuais nos anos de 2022, 2023 e 2024.

“Se houve uma falha do governo nisso, eu te peço desculpas, Angelina”, disse ele em fala durante a assembleia. Segundo Doerner, a destinação o recurso em parcelas se deve a não haver previsão orçamentária este ano para que o dinheiro saia das contas da Prefeitura. Legalmente, é preciso que isso esteja previsto.

O vice-prefeito disse que o recurso teve de ser usado em ações da saúde por conta da pandemia. Por isso, não chegou ao destino que era originalmente endereçado.

A emenda parlamentar destinada ao Instituto Anjos do Peito foi anunciada em fevereiro deste ano pelo deputado federal Gilson Marques. O pedido entregue pelo Anjos do Peito foi contemplado entre 240 enviados ao parlamentar através de um site criado por ele para este fim. Denominada Canal Sem Barganha, a página 77 deles para o encaminhamento de valores.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões