(VÍDEO) Internet nas praças de Brusque não está mais funcionando

Vídeos

A internet nas Praças de Brusque não está mais funcionando

Conforme o diretor de Tecnologia da Informação (TI) d Prefeitura, Franklin Nogueira, um dos motivos é a Lei Geral de Proteção de Dados. No passado, a internet disponibilizada não exigia do usuário a identificação e, com isso, não era possível responsabilizar quem usava a rede.

“Nós desligamos tudo. É preciso que as pessoas que acessem façam login para que sejam responsabilizadas pela utilização da internet. Antes era livre e aí quem respondia era a Prefeitura. Agora, com o novo sistema, deverá ser feita a identificação antes do uso. Vamos licitar uma empresa que tenha esse software para o serviço”

Nogueira explica que devido à liberdade no uso, a Prefeitura, em alguns momentos, precisou dar explicações. “Tivemos casos de responder para a Adobe (multinacional que desenvolve progrmas de computador) de usuários que utilizaram a internet com software pirata, porque a identificação do uso era o IP de Prefeitura”, conta.

Ainda de acordo com o diretor de TI, o projeto de infovias está em andamento e já está em funcionamento em alguns locais. “Já temos as UBS e as escolas já ligadas à fibra e, agora, o próximo passo serão as praças. Não temos ainda um prazo certo para a volta do funcionamento, mas acreditamos que no segundo semestre já tenhamos o religamento da internet”, afirmou.

De acordo com o diretor, por enquanto, a internet será instalada praças centrais, naquelas que já vinham tendo o serviço. “Com o tempo, e nós temos estrutura para isso, queremos alcançar as praças de bairros”, disse ele.

Em relação aos postes inteligentes, Frankilin esclarece que não são gerenciados por Brusque e, sim, pela Alemanha. No total, são três na cidade.

Ele ainda destacou que o projeto da infovia deverá trazer grandes benefícios para a cidade. “A fibra está toda lançada na cidade, já cobriu 200 Km, já tem a estrutura pronta para que sejam utilizados os serviços. O céu é o limite para uso dessa infovia. Cabe a nós estudarmos as parcerias para os serviços para utilizar essa estrutura e mudar a história da comunicação dentro da cidade de Brusque”, concluiu.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões