Comad apresenta ações e projetos para política de prevenção e combate às drogas

Sexta-feira (25) é o Dia Internacional de Combate às Drogas e para marcar a data o Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Comad), realizou uma entrevista coletiva para abordar a importância de se debater o tema e realizar ações de prevenção ao uso de drogas.

Na oportunidade o presidente do Comad, advogado Luiz Antônio Vogel Júnior, destacou o trabalho que vem sendo desenvolvido pelos membros do conselho e os projetos que estão em fase de planejamento. “Queríamos trazer aqui algumas demandas, algumas ações do Comad, que vem trabalhando de uma forma bastante incisiva junto à a sociedade. Quando a gente tem a droga como alvo e como tema, muitas vezes se esquece do álcool e o álcool realmente é a porta de entrada para conhecer outras substâncias, outras espécies e”, pontua.

“Estamos com um projeto muito bacana, aplicando um questionário nas nossas escolas, municipais, estaduais e particulares, para entender como este tema tem sido tratado com os alunos, de que forma, com que frequência, para que a gente possa ter um diagnóstico e assim pensar políticas públicas assertivas”, detalha Vogel.

Como projetos futuros, foram apresentados projetos para consulta pública, blitz educativa, participação educativa em eventos festivos, audiência pública, além de ampliar a semana de combate às drogas para o Junho Branco. “Um mês inteiro para debater um tema tão importante seria muito importante para ampliar a discussão sobre o assunto”, aponta a coordenadora de Saúde Mental, Inajá Gonçalves de Araújo.

Durante a apresentação, Inajá também falou sobre o trabalho do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas no acolhimento das pessoas que procuram ajuda. O serviço dispõe de uma equipe multidisciplinar que propõe grupos terapêuticos, consultas médicas, oficinas, atendimentos individualizados, acompanhamento psicossocial e visita domiciliar, tudo mediante a necessidade de cada situação. No ano passado foram realizadas mais de 5.300 ações com usuários.

O sargento da Polícia Militar, Eduardo José Duarte, apresentou o trabalho da PM em relação à prevenção, com o Proerd, Programa Educacional de Resistência às Drogas, e ao combate. “Percebemos uma crescente no flagrante, apreensões. A ideia primordial é a prevenção. A mudança de hábito começa pela infância, pois a droga sempre estará em nosso meio”, completa.


Saiba mais sobre o Comad

O Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas coordena, desenvolve e estimula atividades de prevenção, tratamento e reinserção social procurando integrar todos os segmentos sociais.

É formado por 22 membros títulares e 22 suplentes, sendo 11 representantes do poder público e 11 da sociedade civil organizada. “Ordinariamente nos reunimos uma vez por mês e, de forma extraordinária muitas vezes por mês, porque nós temos muitas demandas, possuímos comissões temáticas dentro do conselho, que acabam se reunindo com maior frequência. Nosso trabalho é interligado e caminha de mão dada com todos os setores da sociedade”, finaliza Vogel.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Pandemia afasta pacientes dos consultórios, e casos de câncer se agravam

Ainda não há dados estatísticos, mas o que médicos oncologistas têm visto este ano em seus consultórios são casos de câncer em estágios mais avançados. Isso está acontecendo, pois, muitas pessoas que não fizeram seus exames de rotina desde o início da pandemia, só agora estão voltando às consultas, mas com um quadro mais grave da doença, o que reduz a chance de cura ou de que o...
Continuar lendo...

Guabiruba passa a contar com coleta de lâmpadas queimadas

Uma parceria entre a refeitura de Guabiruba com a Reciclus vai possibilitar o descarte correto de lâmbadas a partir desta segunda (9). O Coletor de Lâmpadas queimadas foi instalado na própria Prefeitura. A empresa Resiclus é uma associação sem fins lucrativos criada por importadores de produtos de iluminação do Brasil.  A associação é responsável por operacionalizar a Logística Reversa das...
Continuar lendo...

Como está o Cartório de Registro de Imóveis três anos após a intervenção

Quase três anos após a intervenção da Corregedoria-Geral do Tribunal de Justiça do Estado no Cartório de Registro de Imóveis de Brusque, o processo ainda não tem prazo para ser encerrado. Apesar de ter começado administrativamente antes de 2018, o processo chegou a ter o julgado, mas está parado após pedido de vista. Desde novembro de 2020, um novo interventor responde pelo espaço no lugar de Juraci Duarte....
Continuar lendo...