(VÍDEO) Casos de perturbação cresceram quase 50% em 2020

Vídeos

Casos de perturbação ao sossego cresceram quase 50%, em 2020

As ocorrências de perturbação ao sossego cresceram quase 50% na área de atuação do 18 º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Brusque no último ano. Dos 2.949 registros de 2019, foram 4.423, em 2020, ou seja 49,98% mais.

Sediado em Brusque, o órgão atende ainda Guabiruba, Gaspar, Ilhota e Botuverá. O 18º BPM teve na cidade sede o maior número de ocorrências do tipo nos dois anos. A variação entre 2019 e 2020 foi de 56%, tendo os brusquenses registrado 2.385 casos de perturbação ao sossego no ano passado.

Os chamados, segundo o subcomandante, major Ciro Adriano da Silva, costumam ser concentrados e possuem picos em períodos específicos do mês. Sextas e sábados, além de dias próximos ao pagamento das empresas costumam ser de aumento nos chamados do tipo.

“As vezes acontece de, em uma sexta-feira ou sábado ter 40 a 50 chamados por perturbação e não tem polícia no mundo que tenha um efetivo suficiente para atender com rapidez e agilidade todas essas ocorrências. E são 40, 50 só de perturbação”, resume.

Além da demanda elevada, os critérios de prioridade dificultam o atendimento. Segundo o major, por terem um grau de periculosidade menor, as ocorrências do tipo acabam dando lugar no atendimento prioritário aos chamados mais críticos, como agressões, acidentes de trânsito com vítima.

Efeito pandemia

No início da pandemia, além dos casos de violência doméstica terem aumentado, os chamados por perturbação ao sossego também e intensificaram.  “Deduzimos que, um pouco foi pelo fato das pessoas estarem mais em casa, com bares e restaurantes fechando mais cedo, então as pessoas que costumavam sair e fazer festas fora, passaram a fazer em casa”, resume.

Outro fenômeno percebido foi o uso dos decretos contra aglomeração para chamados à PM. De acordo com Silva, mesmo sem conseguir atender todos os casos no momento do chamado, muitas vezes os pontos considerados problemáticos são mapeados e visitas são feitas posteriores, como uma forma de conscientização. Para ele o bom senso e o diálogo também são importantes para o processo.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões