Duplicação da BR-470 permanece para 2022

Garantia de recursos para a finalização da duplicação da rodovia BR-470, agilidade nas obras de acesso aos municípios e recuperação dos trechos não duplicados. Estes foram os pleitos dos prefeitos ao diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), general Antônio Leite dos Santos Filho.

A reunião foi uma solicitação da Ammvi e agendada pelo deputado federal Rogério Peninha, e ocorreu de forma virtual sendo realizada na tarde de sexta-feira (11), prefeitos, vereadores e entidades empresariais manifestaram preocupação para que a obra não pare por falta de recursos. O diretor-geral do Departamento Nacional reforçou que a previsão de conclusão é 2022 e que todos os esforços estão sendo feitos para o andamento da obra, orçada em R$ 1,3 bilhão, do qual R$ 700 milhões já foram investidos.

Atualmente, o Dnit e o Governo de Santa Catarina estão trabalhando na formação do convênio entre as instituições, em que o Estado aprovou o repasse de R$ 200 milhões. Deste montante, a previsão é que R$ 100 milhões sejam investidos nos trechos 1 e 2 e R$ 50 milhões em cada um dos trechos 3 e 4, porém isso ainda será confirmado pelo governo catarinense. Presidente da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), Kleber Wan-Dall, prefeito de Gaspar, reforçou o pedido para que a obra não pare e o governo federal faça as complementações orçamentárias necessárias para garantir a entrega no prazo.

A deputada federal Ângela Amin, coordenadora do Fórum Parlamentar Catarinense, reforçou o coro dos prefeitos por alocação de recursos da União para a obra de duplicação e lembrou que o Fórum está acompanhando o andamento e vai articular pela complementação de recursos.

 

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões