Ministros do STF mantêm quebras de sigilo de Pazuello, Araújo e Mayra

Os ministros Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiram hoje (12) manter as quebras de sigilo dos ex-ministros Eduardo Pazuello, da Saúde, e Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, e da secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro.

O STF recebeu mandados de segurança questionando as quebras de sigilo determinadas na última quinta-feira (10) pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia.

O ministro Ricardo Lewandowski negou os pedidos de Mayra Isabel Correia Pinheiro e de Pazuello. Na decisão, Lewandowski destaca que “os dados e informações” da quebra de sigilo devem permanecer sob “rigoroso sigilo, sendo peremptoriamente vedada a sua utilização ou divulgação”.

Lewandowski justifica a decisão afirmando que o país “enfrenta uma calamidade pública sem precedentes, decorrente da pandemia”. “Diante disso, mostram-se legítimas medidas de investigação tomadas por pela Comissão Parlamentar de Inquérito em curso, que tem por fim justamente apurar eventuais falhas e responsabilidades de autoridades públicas ou, até mesmo, de particulares, por ações ou omissões no enfrentamento dessa preocupante crise sanitária, aparentemente ainda longe de terminar”.

O ministro Alexandre de Moraes, responsável por julgar o pedido de mandado de segurança feito por Ernesto Araújo, disse em sua decisão que os direitos e garantias individuais não podem servir de “argumento para afastamento ou diminuição da responsabilidade política, civil ou penal”.

Moraes acrescentou a CPI deve “equilibrar os interesses investigatórios pleiteados – eventuais condutas comissivas e omissivas do Poder Público que possam ter acarretado o agravamento da terrível pandemia–, certamente de grande interesse público, com as garantias constitucionalmente consagradas, preservando a segurança jurídica e utilizando-se dos meios jurídicos mais razoáveis e práticos em busca de resultados satisfatórios, garantindo a plena efetividade da justiça, sob pena de desviar-se de sua finalidade constitucional”.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

UBS da Limeira e Jardim Maluche voltam a funcionar como ESF

A Secretaria de Saúde de Brusque informa que a partir da próxima segunda-feira (05), as Unidades Básicas de Saúde da Limeira e do Jardim Maluche voltam a atuar como Estratégia Saúde da Família. Com isso, o atendimento das unidades segue o habitual de todas as UBS, disponíveis para as suas comunidades de abrangência das 08 às 12 e das 13 às 17 horas, de segunda a sexta-feira.  Face à pandemia do...
Continuar lendo...

Caged: Brusque fecha junho com saldo positivo de empregos

Brusque apresentou saldo positivo de 489 empregos no mês de junho deste ano de 2021, conforme dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) ontem, quinta-feira (29). Foram contratados 2.535 e demitidos 2046. No mês de maio passado Brusque teve 2.637 admitidos e foram demitidos 2.144 também fechando com saldo positivo de 493 vagas, 4 empregos a mais em comparação ao mês de junho. O pior momento para o emprego formal em...
Continuar lendo...

Santa Catarina deve receber mais 316 mil doses de vacina

Santa Catarina deve receber nesta semana mais 316.130 doses de vacina contra a Covid-19. A chegada do novo lote foi divulgada na noite deste domingo (18), pelo Governador Carlos Moisés, em suas redes sociais.  "Vamos receber do Ministério da Saúde mais 316.130 doses da vacina contra a Covid-19, provavelmente nesta semana. Assim que chegarem, vamos preparar uma distribuição ágil aos municípios" frisou o Governador. Ainda...
Continuar lendo...