Com dois de Edu, Brusque bate a Ponte Preta na estreia

A estreia do Brusque na Série B do Campeonato Brasileiro foi com vitória sobre a Ponte Preta. A partida, no estádio Augusto Bauer terminou  2 a 1 para o Quadricolor, com dois gols do artilheiro Edu.

Os visitantes começaram a partida tentando pressionar para abrir o placar. O meia Camilo foi o jogador mais perigoso pelo time de Campinas, mas as tentativas ficaram na defesa brusquense.

As chances para o Brusque começaram a surgir com 11 minutos de bola rolando. Thiago Alagoano encontrou Bruno Alves entrando na área. O atacante bateu forte, mas ela subiu demais. A partir daí, primeiro com Edu, após cobrança de escanteio, depois com Bruno Alves mais uma vez, mas a zaga paulista afasta.

Alves, com 14, tentou encontrar Edu, que fazia seu retorno ao ataque do time, após lesão ainda no ano passado. A bola veio muito forte e não deu para o artilheiro.  A Ponte respondeu com Camilo, já aos 28. O camisa 10 recebeu, dominou, mas bateu mal.

Com 31 de bola rolando, Alex Ruan tentou em chute rasteiro, mas a bola passou ao lado do gol da Macaca. Outro chute que levou perigo ao gol dos visitantes veio com o chute de fora de Rodolfo Potiguar, aos 35. Ele pegou bem na bola, mas ela subiu demais. Zé Mateus foi outro que testou a mira, mas errou o alvo.

O jogo caminhava para terminar empatado quando foi marcado um pênalti para o Brusque. O relógio marcava 47 minutos do primeiro tempo e Edu, batendo no meio do gol, abre o placar para o Quadricolor.

 

Artilheiro com fome de gol

No retorno do intervalo, com menos de cinco minutos de bola rolando e o Bruscão ampliou. O cruzamento de Ariton, pela esquerda, veio certeiro e Edu, novamente ele, cabeceou certeiro no canto direito para fazer Brusque 2 x 0 Ponte Preta.

Os donos da casa quase ampliaram com Zé Mateus, mas a bola não acertou o alvo.  Os visitantes descontaram com Camilo, em cobrança de falta, pelo canto esquerdo do ataque. A resposta do Bruscão veio com Alex Ruan, tentando acertar o gol da entrada da área, mas sem alterar o placar.

A Ponte ainda balançaria as redes com Dawhan, que desviou para o gol após cobrança de escanteio. O gol foi anulado, já que a arbitragem já havia marcado falta no goleirão Ruan Carneiro.

 

Brusque

Ruan Carneiro; Toty, Ianson, Everton Alemão, Airton; Zé Mateus, Rodolfo Potiguar; Bruno Alves, Thiago Alagoano, Alex Ruan e Edu.

 

Ponte Preta

Ygor Vinhas; Felipe Albuquerque, Ednei, Ruan Renato, Jean Carlos; Locatelli, Dawhan; Renatinho, Camilo, Moisés e Paulo Sérgio.
 

Arbitragem

Felipe da Silva Gonçalves Paludo (RJ); Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ) Thiago Rosa de Oliveira (RJ) e William Machado Steffen (SC)

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões