Vacinação é única forma de evitar novas ondas, diz infectologista

O programa Rádio Revista Cidade desta segunda-feira (3) recebeu o infectologista Ricardo Alexandre Freitas para falar sobre a pandemia provocada pelo Coronavírus na cidade de Brusque.  Para o especialista, a vacinação é a única ferramenta disponível para evitar novas ondas da doença.

O entrevistado foi enfático ao analisar as ações tomadas ao longo do período da pandemia. “Aprendemos que o vírus aprendeu mais do que a gente”, reconhece. “O vírus se movimenta em ondas, independente de nossa vontade. Ele tem ondas que vão acontecer. Elas vão ser maiores ou menores, dependendo do que a gente faça.”

De acordo com o infectologista, mesmo a adoção de medidas restritivas, de isolamento a experiência até aqui já mostrou que isso não

impede o surgimento de novas ondas. O que ocorre, segundo ele, as medidas reduzem a possibilidade do surgimento de casos mais graves.

Para ele, apenas a vacinação pode ser considerada uma alternativa para evitar novos casos, além de reduzir o impacto e surgimento de novas ondas de contaminação. Com a experiência até o momento, Freitas acredita que as vacinas também influenciam muito no nível de gravidade dos casos de internação e na taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Nos piores momentos vividos na região, afirma, as equipes de da chamada linha de frente sofreram, não só com o nível de ocupação, como com a falta de medicamentos. O especialista alerta que, mesmo as faixas etárias mais baixas, consideradas com um risco menor de mortalidade, não estão isentas, como mostra a mudança do perfil das internações e óbitos.

Variações

Um alerta feito pelo infectologista é com as variações que o vírus ainda pode passar.  De acordo com ele, a agressividade das últimas variações impactou negativamente nos índices e gravidade dos casos registrados no país. “É muito possível que essa onda que tivemos na região e no país seja resultado de variações”, afirma.

O risco de transmissão do vírus entre os círculos familiares é outro ponto de alerta para o especialista. O motivo, segundo ele, está na menor cautela envolvida no ambiente e na relação interpessoal.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Santa Catarina tem delegado indicado para grupo de trabalho nacional sobre buscas de desaparecidos

O Delegado da Polícia Civil de Santa Catarina, Wanderley Redondo, foi indicado para integrar o grupo de trabalho instituído pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) que tratará de capacitação na área da Política Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas e do Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas. Redondo é titular da Delegacia de Polícia de Pessoas Desaparecidas (DPPD/PCSC) da Polícia...
Continuar lendo...

Homem fica ferido em colisão frontal no bairro São Pedro, em Guabiruba

Um motociclista, de 59 anos, foi encaminhado para o Hospital Azambuja em maca rígida após ser vítima de um acidente de trânsito, na manhã desta segunda-feira (3). A colisão frontal foi atendida pelo Corpo de Bombeiros de Guabiruba, na rua José Fischer, no bairro São Pedro, em Guabiruba, por volta das 7h20min. O acidente envolveu um Ford Fiesta de cor preta, dirigido por uma mulher de 44 anos, além da Honda CG 150 verde, pilotada...
Continuar lendo...

(VÍDEO) Gasolina de Brusque é uma das mais caras do estado

O preço da gasolina comum, em Brusque, é o mais caro da série histórica monitorada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Além disso, o valor do litro da gasolina comum está acima da média praticada em outros municípios da região. O levantamento foi feito pela Rádio Cidade ao visitar diferentes postos em Brusque e com base em dados da Agência Nacional do...
Continuar lendo...