Laboratório da UFSC promove encontros sobre assédios no trabalho

O Laboratório do Núcleo de Estudos de Processos Psicossociais e de Saúde nas Organizações e no Trabalho (Neppot), do curso de Psicologia da UFSC, promove, nos próximos dia 3, 10 e 17 de maio, às 20h30, via Zoom, um grupo online para pessoas que passaram ou passam por situações de conflitos, discriminações e assédios no trabalho. A atividade será coordenado por professora e estudantes do curso de Psicologia. A inscrição pode ser feita aqui .

As conversas virtuais ocorrem sob sigilo. O Neppot está alinhado aos propósitos do curso de graduação em Psicologia, ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia ao Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGAdm). Dentre seus membros estão alunos de graduação e pós-graduação, pesquisadores, docentes, além de parceiros de outras instituições preocupadas com questões ligadas ao trabalho.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

(VÍDEO) Correção do FGTS: o que pode acontecer no julgamento do STF

No dia 13 de maio, o Supremo Tribunal Federal (STF) irá julgar a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) que vai definir se os índices de correção monetária poderão ser atualizados nas contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de forma diferente da Taxa Referencial (TR) fixada pelo Banco Central. A Reportagem da Rádio Cidade conversou com a advogada Liliane Bernardes, especialista em Direito...
Continuar lendo...

Balanço 2020 do OSBr está disponível para consulta

O Observatório Social de Brusque (OSB Brusque) disponibiliza à comunidade, mantenedores e apoiadores o Balanço Social, que apresenta as ações realizadas de janeiro a dezembro de 2020. Devido a pandemia de Covid-19, o ano foi marcado pela adaptação ao novo cenário e criação de novas estratégias para dar continuidade ao trabalho da entidade. Segundo o presidente Claudemir Marcolla, a realização das...
Continuar lendo...

Carlos Moisés voltará ao comando de Santa Catarina

Apesar de ainda não ter sido finalizado, o julgamento do processo de impeachment do governador afastado Carlos Moisés da Silva, de Santa Catarina, já dá indicativos do resultado. Alguns dos membros já adiantaram os votos, totalizando quatro contra o afastamento definitivo. Para que Moisés perca o mandato, são necessários sete dos dez votos. As manifestações contra o impeachment são de quatro dos cinco deputados que...
Continuar lendo...