Coronavírus em SC: Decreto permite transição para retorno de serviços e eventos no Estado

Com a publicação do Decreto nº 1.267/2021, no Diário Oficial na sexta-feira (30), o Governo do Estado inicia uma política efetiva de equilíbrio entre as necessidades socioeconômicas e o combate à pandemia em Santa Catarina. O texto que começa a valer a partir deste sábado, 1º de maio, prevê novas alterações relacionadas ao funcionamento de estabelecimentos e à realização de eventos sociais.

A governadora Daniela Reinehr destaca que os resultados obtidos nos últimos 30 dias, com a ampliação e a agilidade na vacinação, promoveram melhora significativa nos indicadores relacionados à pandemia. “Aceleramos a vacinação e estamos concluindo o grupo prioritário de 60 anos ou mais”, disse. E reforça que, para continuar avançando na redução de contágio da Covid-19 e suas variantes, é fundamental que a população colabore com a estrita observância das normas sanitárias.

“É importante reforçar que os protocolos sanitários continuam valendo e é imprescindível que cada cidadão faça a sua parte, seguindo as normas sanitárias e os cuidados com a saúde individual e coletiva, visto que o problema ainda existe. Precisamos retomar a vida com a maior normalidade possível e em segurança”, disse a governadora.

A partir de agora, o horário de consumo de bebida alcoólica no estabelecimento comercial foi estendido para as 23h, nos níveis gravíssimo e grave, e para a meia-noite, no nível alto. O novo decreto permite a realização de eventos sociais, como casamentos e aniversários, até às 23h nos níveis gravíssimo e grave, desde que cumpridos os regramentos da Portaria SES nº 455, publicada nesta sexta-feira, 30. Consideram-se eventos sociais aqueles restritos a convidados sem cobrança de ingresso.

Casas noturnas, boates e pubs poderão abrir no nível gravíssimo e grave, utilizando apenas o espaço do salão para realização de eventos sociais, com limite de ocupação e funcionamento das 6h às 23h. Confira todas as alterações abaixo.

Da mesma forma, congressos, palestras e reuniões de qualquer natureza podem ocorrer das 6h às 23h nos níveis gravíssimo e grave, novamente com cumprimento da Portaria SES nº 455.

O escalonamento do horário de funcionamento de comércio e outras atividades, que limitava a ocupação em 25%, agora permite uma capacidade de 50% para piscinas de uso coletivo, clubes sociais e esportivos; parques temáticos e zoológicos; áreas de uso coletivo em hotéis e similares; e demais atividades e serviços privados não essenciais. Demais estabelecimentos não terão limite de ocupação ou estão regrados por portarias (veja tabela abaixo).

A secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, explica que a abertura de algumas atividades só pode ser repensada porque foram criadas normas específicas para seu funcionamento, ouvidos os setores. “Na prática, o que está sendo feito é a abertura gradual e responsável de atividades com base no regramento seguro. É importante que cada um tenha ciência e comprometimento com as normas para que a gente não venha a retroceder mais à frente. A responsabilidade individual e coletiva é fundamental para vencermos essa pandemia”, afirmou. As medidas valem até 17 de maio de 2021.

O que muda com o decreto nº 1.267/2021

- Até 30 de junho de 2021

Fica suspenso o acesso de público a competições esportivas públicas ou privadas

- Até 17 de maio de 2021

Casas noturnas, boates, casas de shows, pubs e afins

Risco gravíssimo

Poderão, excepcionalmente, usar o espaço do salão para realização de eventos sociais

- Limite de ocupação de até 100 pessoas

- Permissão de funcionamento das 6h às 23h

Risco grave

- Poderão, excepcionalmente, usar o espaço do salão para realização de eventos sociais

- Limite de ocupação de até 150 pessoas

Permissão de funcionamento das 6h às 23h

Risco alto

- Permissão de funcionamento das 6h à meia-noite

Risco moderado

- Permissão de funcionamento conforme horário fixado do alvará do estabelecimento

Eventos sociais

- Casamentos, aniversários, jantares, confraternizações, bodas, formaturas, festas infantis e afins

- Permissão de funcionamento das 6h às 23h nos níveis gravíssimo e grave

Congressos, palestras, seminários, reuniões

De caráter público ou privado

Permissão de funcionamento das 6h às 23h nos níveis gravíssimo e grave

Parques, praças, balneários, jardins botânicos e praias

- Permitida permanência de pessoas sozinhas ou em grupos pequenos

- Proibida concentração e aglomeração de pessoas

Bebidas alcóolicas

Proibido fornecimento com consumo no próprio estabelecimento nos níveis gravíssimo e grave, das 23h às 6h, e no nível alto, da meia-noite às 6h

Serviços de alimentação

Cafeterias, casas de chás e sucos, lanchonetes, confeitarias, sorveterias, lojas de conveniências, restaurantes, pizzarias, churrascarias, cantinas, bares e afins

Risco gravíssimo e grave

Permissão de funcionamento das 6h às 23h

Risco alto

Permissão de funcionamento das 6h à meia-noite

Risco moderado

Permissão de funcionamento conforme horário fixado do alvará do estabelecimento

Funcionamento das seguintes atividades das 6h às 22h

Todos os níveis de risco

Academias

Piscinas de uso coletivo, clubes sociais e esportivos

Limite de ocupação simultânea de 50%

Parques temáticos e zoológicos

Limite de ocupação simultânea de 50%

Cinemas, teatros e circos

Museus

Igrejas e templos religiosos

Área de uso coletivo em hotéis e similares

Limite de ocupação simultânea de 50%

Eventos públicos na modalidade drive-in

Shoppings, centros comerciais, galerias e comércio de rua em geral

Feiras, exposições e leilões

Mediante análise técnica e aprovação da Secretaria de Estado da Saúde

Parques aquáticos e complexos de águas termais

Demais atividades e serviços privados não essenciais

Limite de ocupação simultânea de 50%

Atendimento ao público

Fica proibido o atendimento ao público em qualquer estabelecimento, nos níveis gravíssimo e grave, das 23h às 6h, e no nível alto, da meia-noite às 6h, com exceção de: Farmácias, hospitais e clínicas médicas; serviços funerários; serviços agropecuários e veterinários; assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade; estabelecimentos com atendimento exclusivo de tele-entrega; postos de combustíveis; locais dedicados à alimentação ou hospedagem de transportadores de cargas e passageiros situados em estradas e rodovias; e hotéis e similares.

Transporte Coletivo

Urbano municipal, intermunicipal e interestadual

Mantidas todas as linhas e itinerários

Risco gravíssimo

Limite de ocupação de 50%

Risco grave

Limite de ocupação de 70%

Risco alto e moderado

Limite de ocupação de 100%

Embarcações de esporte e recreio

Todos os níveis de risco

Limite de ocupação de 50% da capacidade

Proibido amadrinhar embarcações

Agências bancárias, correspondentes bancários, lotéricas e cooperativas de crédito

Supermercados

Todos os níveis de risco

Limite de acesso de 2 pessoas por família

Ocupação simultânea de 50% da capacidade do estabelecimento

Funcionamento das 6h às 23h

Atenção!

Ambientes públicos devem disponibilizar avisos com as regras aplicadas ao estabelecimento.

Proibida a aglomeração em qualquer ambiente, seja interno ou externo

Todas as atividades devem observar os protocolos e regramentos sanitários específicos estabelecidos pela Secretaria da Saúde

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões