Após mais de 40 dias, moradores recebem manutenção de vazamento de esgoto

Mau cheiro, escoto correndo à céu aberto e ligações sucessivas em busca de uma resolução foi a constante para moradores da rua Frederico Debatin, no Águas Claras. O problema mobilizou a comunidade após um vazamento no local e parte do esgoto invadir uma das casas.

Para tentar amenizar o problema, eles improvisaram valas para evitar que o material parasse no meio da rua de terra, com movimento recorrente e utilizadas com frequência por crianças. A medida amenizou, mas não conseguiu eliminar todo o problema, como o odor deixado pelos resíduos.

Há mais de 40 dias, moradores, como Adriana Pianezer e Jennifer Niquelatti mantinham contato com o Poder Público, em busca de uma solução. No período, além da falta de ações no local, relatam também falta de orientações sobre como proceder. “Cada dia fica pior, vai acumulando mais água na rua. Gente, estamos no século 21, esgoto na rua não dá mais, né?”, comenta Adriana.

Jennifer relata ter mantido contato tanto com a prefeitura, quanto com a Vigilância Sanitária, mas sem solução. Para ela, apesar das medidas paliativas tomadas pela comunidade, o problema depende de ações mais efetivas. “O cheiro é insuportável, as crianças brincam na rua e os carros passam e espalham tudo pela rua, que nem asfalto tem”.

 

Dentro de casa

Moradora do local há 32 anos, Mara Eckert teve parte da casa alagada pela água do esgoto. Segundo ela, em um sábado, percebeu que o material havia atingido quarto, banheiro e cozinha.

Segundo ela, a tendência é que, no dia, algum outro vazamento tenha intensificado a vazão do esgoto. “Foi uma situação terrível. Nós já tínhamos informado o que tinha acontecido, mas nada aconteceu”, relatou.

 

No dia seguinte

Contatado par falar sobre o tema na terça-feira (28), o secretário de Obras, Ricardo de Souza, afirmou ter conhecimento sobre a demanda dos moradores. De acordo com ele, o trabalho já havia entrado na programação das equipes da pasta.

O secretário atribui o agravamento do problema à sistema de drenagem na área. No dia seguinte à produção da matéria, no dia 29, parte da tubulação da rua foi substituída.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões