Teatro revive momentos finais de Cristo

Morte, crucificação e ressurreição. Cerca de 600 alunos se reuniram ontem (27) para prestigiar o teatro Paixão de Cristo, desenvolvido pelos estudantes do terceiro ano do ensino médio da EEB Dom João Becker. O espetáculo, que fez parte das disciplinas de filosofia e artes, coordenado pelo professor João Ricardo, envolveu mais de 60 alunos da escola.
A peça é realizada desde 2002 e o terceirão inova a cada ano. De acordo com João, o objetivo é envolver as turmas e, sobretudo, a globalização da cultura. “Veja que a cultura de Jesus Cristo de dois mil anos atrás, ainda se repete hoje. Normalmente, pensamos em consumo, no descartável. Mas pensamos na globalização do caráter, aquilo que Jesus foi: autêntico, dinâmico, compromissado com a realidade. Precisamos ver o novo com algo que incrementa a nossa vida e não como algo que destrói nosso passado. Queremos fazer com que essa gurizada tenha esse caráter e, também, resgatar os valores dentro das escolas”.
Matheus Xavier (17) carregou a cruz e a responsabilidade de representar Jesus. “Crescemos vendo esse teatro e agora chegou nosso ano. Nos empenhamos para dar nosso melhor. Tentamos mostrar a dor que ele sentiu por nós. O amor e perdão, porque depois de tudo que ele passou, ele perdoou”, destaca Matheus.
O colega Saymon Alves Meyer (16) envolveu os espectadores através do canto. “O canto traz para o ser humano um jeito de pensar diferente. A música faz com que nos coloquemos diante do todo na situação. Com a música, cantamos as dores do senhor e, também, sua glória. Queríamos envolver o público nesse mistério que é a paixão, morte e ressurreição do senhor”.
Clara Comandolli de Souza (17) representou o povo, que julgou o filho de Deus. “Eu faço parte do povo que julga e condena Jesus Cristo a ser crucificado, e depois percebe que foi um erro. Que ela era santo, era messias. Isso ressalta o perdão, porque ele perdoou e nós temos que perdoar os outros”.
Os alunos apresentaram a vida de Jesus até a sua ressurreição. E queriam com isso ressaltar a importância do perdão. “A gente espera que eles possam tirar proveito disso. Acredito na união, perdão, conversa. Tudo que você tem de magoa e erro com alguém, esse é o momento certo. Uma das datas mais importantes para o cristianismo é a Páscoa”, enfatiza o professor João Ricardo.

Dúvidas ou Sugestões