Assembleia da ADANPIB foca na integração com a Itália e elege dirigentes

A reconstituição dos vínculos dos descendentes da pioneira colônia de italianos no Brasil, a Colônia Nova Itália, fundada em 1836, no Alto Vale do Rio Tijucas-grande, com a República Italiana, foi a tônica principal da Assembleia Geral da Associação dos Descendentes e Amigos do Núcleo Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil - ADANPIB, realizada das 15h às 17h14min de sábado, 27 de março de 2021, na Câmara Municipal de São João Batista, com participantes de várias regiões catarinenses e dos estados do Paraná e de São Paulo.

A correção do grave erro histórico cometido contra Santa Catarina, pelo Congresso Nacional e pela Presidência da República, com a aprovação e sanção da lei federal nº. 13.617/2018, que atribui, equivocadamente, ao município de Santa Teresa, no Espírito Santo, o título de "Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil", que de fato pertence à Colônia Nova Itália, fundada por 132 imigrantes italianos, em 1836, no atual município de São João Batista, em Santa Catarina, também esteve em pauta, ao lado da eleição e posse dos dirigentes da ADANPIB para o biênio 2021/2023.

Com espírito colaborativo, da Assembleia participaram vários líderes catarinenses, como o senador e ex-governador Esperidião Amin, Desembargador Carlos Alberto Civinski, Secretário de Estado da Agricultura Altair Silva, presidente da Fundação Catarinense de Cultura - FCC Ana Lúcia Coutinho, Presidente da Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina Tullo Cavallazzi Filho, advogado Rodrigo Capella e do presidente da Academia Catarinense de Letras - ACL, jornalista e escritor Moacir Pereira.

 

A Assembleia Geral foi presidida pelo historiador Paulo Vendelino Kons e secretariada pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de São João Batista, Jean Kayser.

 

Celebração do Gemellaggio

 

Na palestra proferida, na abertura dos trabalhos, pelo conselheiro do COMITES – 'Comitado degli Italiani all'Estero' do Paraná e Santa Catarina junto ao Consulado Geral da Itália em Curitiba/PR, ex-consultor da Província Autônoma de Trento, Mestre em "Integrazione europea: politiche e progettazione comunitaria" pela Università degli Studi di Padova – Itália,  Advogado e Professor de Direito Internacional da Faculdade Católica de Santa Catarina, o Dr. Elton Diego Stolf, destacou: “Antes de providenciar um pacto de Gemellaggio, (Cidades-Irmãs), um nível bastante elevado de integração entre duas ou mais cidades, será preciso providenciar um inicial “pacto de amizade” com algumas cidades da região da Ligúria ou da Sardenha”. O conselheiro Stolf referiu à importância de “um levantamento histórico na Itália junto aos arquivos públicos da Sardenha e de Genova” e enfatizou que “os trabalhos poderiam ser realizada juntamente com o Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina – IHGSC”, resultando “num processo de aprofundamento do conhecimento recíproco e de consolidação dos laços de amizade em diversos níveis: o conhecimento, o encontro e a colaboração entre pessoas; a troca de experiências e estratégias; a realização de projetos comuns pautados no respeito às tradições e à diversidade sociocultural; a troca de informações sobre o desenvolvimento socioeconômico, especialmente nos âmbitos agrícola, artesanal, industrial, comercial, ambiental, turístico e cultural”.

O professor Elton Stolf preconizou também um segundo momento, quando “esses laços poderão ser ampliados para viabilizar cooperação técnica, sócio-econômica, agrícola, turística, religiosa, ambiental, escolar, administrativa e em tantas quantas foram as áreas de interesse” das comunidades originárias dos pioneiros italianos e de seus descendentes em terras catarinenses.

Presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná nos anos de 1979 a 1991, editor e diretor responsável da revista bilíngüe INSIEME, o jornalista Desiderio Peron pronunciou-se sobre a luta do Movimento Santa Catarina Requer a Correção do Erro Histórico e reafirmou que a “Colônia Nova Itália é o berço da imigração italiana no Brasil”.

Os depoimentos dos descendentes, historiadores e de importantes líderes catarinenses, uníssonos em torno do compromisso de reconhecimento legal do pioneirismo da Colônia Nova Itália, de reavivamento dos vínculos com a Itália e da digna celebração do Bicentenário da Imigração Italiana no Brasil, estão disponíveis em https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1669501419901032&id=100005235705173 

 

Dirigentes da ADANPIB no biênio 2021/2023

 

Estatutariamente integrado por 12 titulares e seis suplentes, o Conselho de Administração da ADANPIB terá como presidente, no biênio 2021/2023, o empresário da construção civil João Soares, de Jaraguá do Sul, e secretária a professora Amanda Thainá Mello, de Colônia Nova Itália.

Para presidir a Diretoria Executiva, o agricultor e memorialista José Sardo, o Saulo, da Colônia Nova Itália, foi reconduzido, tendo como vice-presidente o contador e perito Helio Paulo Sartori, de São José. Residentes em São João Batista, o empresário Placido Vargas foi eleito tesoureiro, a servidora pública Márcia Helena Reinert, secretária, e o orientador agrícola Sebastião Sardo, diretor executivo da ADANPIB.

Com três membros titulares e dois suplentes, o Conselho Fiscal será presidido pela professora Rosana Sardo Kreusch, de Colônia Nova Itália.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, membros efetivos: João Soares, Amanda Thainá Mello, Izaías Joaquim Gonzaga, Malcon Gustavo Tonini, Jaison Simas, Sergio Roberto Machado, Jânia Catarina Zunino Frederico, Marinete Richter, Rudinei Sardo, Almir Peixer, Sebastião Sardo e Orli Angeli.

Membros suplentes: Mario Cesar Pera, Wander Valério Vieira, Vagner Fagundes, Elizangela Sardo, Laurindo José Kons e Fagner Armando do Nascimento Vieira.

 

CONSELHO FISCAL, membros titulares: Rosana Sardo Kreusch, Maria Crispim Martins e Edson Angeli.

Suplentes do Conselho Fiscal: Ana Paula Zunino e Vilmar Arnoldo Sartori.

 

DIRETORIA EXECUTIVA

Agricultor e Memorialista José Sardo - Diretor Presidente

Contador Helio Paulo Sartori - Diretor Vice-Presidente

Márcia Helena Reinert - Primeira Diretora Secretária

Naiara Angeli – Segunda Diretora Secretária

Placido Vargas - Primeiro Diretor-Tesoureiro

Elson Peixer – Segundo Diretor-Tesoureiro

Sebastião Sardo - Diretor Executivo

Vilmar Arnoldo Sartori - Diretor Executivo Adjunto

Professora Jânia Catarina Zunino Frederico – Diretora da Diretoria Executiva de Planejamento Gestão Estratégia e Avaliação

Professor Juliano Martins Mazzola - Diretor da Diretoria Executiva de Ensino

Professora Elizete Peixer - Diretora da Diretoria Executiva de Estrutura Promocional

Já a Diretoria Executiva de Pesquisa, Estudo, Formação e de Registro Histórico-Editorial da ADANPIB será integrada pela Me. Marcia Peixe Vargas, Professor Malcon Gustavo Tonini e o jornalista e cientista político Dirlei Silva.

Dúvidas ou Sugestões

Homem oferece ajuda e acaba sendo furtado

Por volta de 12h22 de sexta-feira (30) a Polícia Militar foi acionada para averiguar um furto que teria ocorrido no bairro Águas Claras, na rua Augusto Klapoth. No local, a vítima (63 anos) informou que teria deixado seu caminhão parado no estacionamento de uma loja e foi abordado por um homem que lhe solicitou alguma quantia em dinheiro. Diante da situação, a vítima ofereceu o dinheiro em troca de um favor, sendo este, uma ajuda para...
Continuar lendo...

Padre morre em acidente com veículo de trilha

O Corpo de Bombeiros voluntários de Indaial foi acionado na manhã deste sábado (15) para atender a uma ocorrência de saída de pista e capotamento no morro do Barão, bairro Warnow, em Indaial. Chegando ao local foi constatada a morte de um homem de 46 anos, que dirigia uma “gaiola”.  A vítima foi identificada como Alexandre Paulo de Matos, de 46 anos. Ele era padre no município de Benedito Novo e no momento do acidente...
Continuar lendo...

(VÍDEO) Reservatório continua causando medo nos moradores

O medo segue tomando conta dos moradores de parte do loteamento Bruschal, no bairro Azambuja em Brusque. principalmente aqueles que estão no entorno do reservatório de água instalado pelo Samae em 2019. O receio de que a estrutura caia e atinja as residências criou um embate entre a comunidade e o órgão da Prefeitura. Nessa discussão entraram a Agência Intermunicipal de Regulação (Agir) e o próprio Ministério...
Continuar lendo...