Dificuldade de contratar médicos faz com que Prefeitura realize concurso público

A dificuldade na contratação de médicos tem causado preocupação para a Prefeitura Brusque. A falta de profissionais médicos nas unidades básicas de saúde tem sido recorrente, mas difícil de solucionar. Palavras da diretora da diretora de Atenção Básica, Camila de Souza.

Ela explicou como está o funcionamento das unidades durante a pandemia. “Foi preciso enquanto gestão tirar alguns médicos da Unidades Básicas de Saúde para trabalharem no Centro de Triagem. E o hoje a nossa principal preocupação e dificuldade é a contratação médica”.

Camila a firma que diversos processos seletivos foram feitos para contratação. Conforme ela até tem inscritos, mas na hora de assumir as vagas os profissionais acabam desistindo.

“Nós gostaríamos e estamos lutando para que todas as unidades tenham médicos, com equipe completa, mas a nossa grande dificuldade é contratação. Eu estou na direção desde 2017 em média já foram abertos, uns 17 a 18 processos seletivos para médicos. Se inscrevem 30 a 40 médicos, ficamos felizes, mas na hora de assumirem eles acabam desistindo da vaga, por várias razões, uma delas é a residências e os concursos públicos em outras cidades

A boa noticia

Com o intuito de chamar mais a atenção dos profissionais médicos Camila adianta que um concurso público está sendo pensado para o ano que vem. “O que temos de boa notícia é que estamos planejando um Concurso Público para o ano que vem para a classe médica para ver se assim atrai eles para a cidade sendo algo que seja mais efetivo”, contou Camila.

 

UBSs em funcionamento

De acordo com Camila atualmente todas as unidades, as 34 equipes, estão funcionando. Algumas unidades estão com médicos, enfermeiro, técnico em enfermagem, equipe completa, para o acolhimento do usuário, outras estão sem médicos, mas tem o acolhimento dos enfermeiros e do restante da equipe.

“Estamos chamando mais médicos, mas basta eles aceitarem  a vaga e no programa Mais Médicos, que nós temos do Ministério da Saúde que abriu mais um edital e Brusque foi comtemplado com quatro vagas, então até final de abril esses médicos devem vir para a cidade e ai o bairro Zantão também vai ser contemplado com médico”, completou.

Ela explica como funciona nas unidades que não tem atendimento médico. “A pessoa procura a unidade, ela é acolhida, e se conseguiu resolver seu problema pela equipe que lá estiver, beleza, mas caso isso não aconteça, ela será encaminhada a unidade mais próxima onde tenham médico ou então para o Pronto Atendimento”.

Unidades como Pronto Atendimento

Para diminuir a demanda no Hospital Azambuja que vem sofrendo com a superlotação devido a pandemia, o município, decidiu transformar duas unidades em Pronto Atendimento. “Estamos com o Pronto Atendimento no bairro Jardim Maluche, e na Limeira, para ajudar a desafogar o Hospital de Azambuja, então quem tem uma crise renal, uma dor abdominal, ao invés de procurar o Azambuja, devem procurar essas unidades das 8h às 20h sem fechar ao meio dia”, concluiu ela.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Guabiruba registra 5 novos casos de Covid-19

A Prefeitura de Guabiruba divulgou na tarde desta quarta-feira (7), o Boletim Epidemiológico. No total foram cinco novos casos foram confirmados por teste Antígeno, rápido e em laboratório particular, sendo quatro mulheres e um homens. Ao total, Guabiruba registra 3238 casos de Covid-19, destes, 3118 estão recuperados e 86 estão ainda ativos. O Centro de Triagem não detectou novos casos suspeitos. No total, Guabiruba possui sete...
Continuar lendo...

Triagem não terá atendimento na quinta à tarde

A Secretaria de Saúde de Brusque informa a toda a comunidade que, nesta quinta-feira (15), o Centro de Triagem para Sintomáticos Respiratórios, que atende as pessoas com suspeita de Covid, funcionará, excepcionalmente, no horário das 07 às 13 horas. Após este horário, no turno da tarde, o acolhimento estará suspenso para a readequação da estrutura do ambiente, visando melhor atender a...
Continuar lendo...

Água: prefeito de Guabiruba diz que não é por empresa ter concessão de 30 anos que pode fazer o que quer

O prefeito de Guabiruba, Valmir Zirke, disse que a empresa responsável pelo fornecimento água queria um aumento de 21% na tarifa. Porém, devido à falta de investimentos feitos pela mesma até o momento, a Prefeitura concordou com 12% o reajuste. “A própria Agência Intermunicipal de Regulação, Controle (AGIR) fiscalizou. Eu sei que esse aumento é complicado, pelo momento que vivemos, mas isso está previsto em...
Continuar lendo...