PC prende três homens suspeitos por roubos a cooperativas de Crédito

Na manhã desta quinta-feira (11), por volta das 06h, a Polícia Civil desencadeou uma operação e prendeu três homens suspeitos de participação em roubos em cooperativas de créditos em Santa Catarina. A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Blumenau, com o auxílio da Coordenadoria Operações e Recursos Especiais (CORE/PCSC), GAECO de Blumenau, Polícia Rodoviária Federal (PRF), policiais civis da Comarca de Gaspar e da DIC de Itajaí.

Também houve auxílio do Deap e do Instituto Geral de Perícias (IGP). Foram cumpridos três mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão domiciliar contra suspeitos de estarem envolvidos em uma série de roubos contra estabelecimentos financeiros. A investigação teve início após o roubo de uma agência da Viacredi, na Rua Doutor Pedro Zimmermann, crime ocorrido no dia 25/01/2021. Na oportunidade, cinco homens fortemente armados entraram na agência e subtraíram aproximadamente R$ 80.000. Eles realizaram disparos de arma de fogo na porta giratória. Em troca de informações com a PRF, tomou-se conhecimento que o mesmo grupo também havia assaltado a Viacredi em Gaspar, fato acontecido 20 dias antes, ou seja, no dia 05/01/2021. Dando continuidade, por meio de investigação, descobriu-se também que o grupo está envolvido no roubo ao Sicoob de Santa Cecília, no dia 05/02/2021.

Assim, após a identificação de ao menos três integrantes do grupo, representou-se pela prisão temporária e busca e apreensão em diversas residências, estas localizadas nas cidades de Blumenau, Massaranduba, Gaspar, Penha e Itajaí. Durante cumprimento dos mandados, dois investigados foram presos. Um deles, de 35 anos, é foragido do sistema prisional do estado do Rio Grande do Sul, além de possuir diversas passagens por roubo.

Já o outro, de 59 anos, é conhecido das forças de segurança, já tendo participado de vários roubos a banco, motivo pelo qual se encontrava recolhido desde 2003, saindo apenas no ano passado em razão da pandemia Covid-19. Em uma residência no Bairro Itoupava Central foram localizadas duas espingardas calibre 12, um simulacro de fuzil, munição, coletes balísticos, roupas militares, “miguelitos”, entre outros objetos. Na ocasião, o proprietário do imóvel em que estava o armamento, foi preso em flagrante por posse irregular de arma e munição de calibre permitido. A suspeita é que, possivelmente, o grupo estava planejando outro roubo, haja vista o armamento apreendido. Todos foram encaminhados à sede da DIC para os procedimentos.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões