Vereadores se manifestam contrários a lockdown e medidas restritivas

A situação do Covid-19 foi o assunto de destaque na sessão desta terça-feira (2) da Câmara Municipal. Teve desde cobrança por ações mais efetivas por parte das autoridades até a críticas ao lockdown que, vez ou outra, surge como opção para conter o avanço da doença na cidade e no estado.

O vereador André Vechi (Cidadania) abordou o tema sob a ótica do prejuízo aos empreendedores. Para ele, o mundo está há um ano com pandemia e não se pode mais aceitar o argumento de que é precisa de tempo para arrumar a situação na saúde. A falta de fiscalização para que se cumpram as medidassanitárias é um problema na visão dele. E ineficientes.

“Veja o prejuízo que a gente tem na economia, com inúmeros setores fechados no final de semana. Foram seis mil fiscalizações, 27 locais interditados. Todas as pessoas que estariam trabalhando e cumprindo as regras, fazendo sua parte, tiveram que fechar as portas em virtude de uma medida que atendeu apenas 27 locais”, disse ele na tribuna.

Outro que atacou o problema sob a ótica do empresariado foi Rick Zanata (Patriota). Para ele, muitas pessoas usaram a ferramenta do lockdown para tratar de questões político-partidárias.

“É com clareza que falo que o lockdown serviu apenas para atrasar e prejudicar a economia, contribuindo severamente com o desemprego. O lockdown nos priva do direito de ir e vir, de trabalhar e da nossa liberdade”, pontuou.

Jean Pirola (Progressistas) disse que quem está sendo prejudicado é o empresário. “vale a pena um lockdown? Quem é que está sendo punido com isso? (...) Quem está pagando o pato dessa situação é o empresário. Porque essas ocorrências não foram no bar. Foram nas casas das pessoas, particulares. Que não respeitam sequer os entes que moram em seus ambientes”, pontuou.

Alessandro Simas (DEM) disse que vai pedir que o prefeito reveja o Decreto emitido na tarde de terça-feira, que impõe novas medidas restritivas na cidade de Brusque por 14 dias.

Outros vereadores também se manifestaram acerca do tema. Todos externaram preocupação com o avanço dos casos da doença e, ao mesmo tempo, críticas à maneira adotada pelos governos para conter ao avanço do vírus através do fechamento de atividades dos setores.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões