Após vitória, Jersinho reconhece segundo tempo abaixo: "Deixamos de jogar e sofremos um pouco"

O técnico do Brusque, Jerson Testoni, concedeu entrevista coletiva após a vitória no clássico deste domingo (28), contra o Metropolitano, por 1 a 0.

O treinador elogiou a postura na primeira etapa da partida, mas reconheceu a queda de rendimento na segunda etapa. “Deixamos de jogar e sofremos um pouco. Tivemos oportunidade de matar o jogo, mas infelizmente não conseguimos”, lamentou.

Jersinho, entretanto, avaliou positivamente a partida e valorizou mais uma vitória no Campeonato. “Fizemos um primeiro tempo muito bom, quando se joga quarta e domingo a gente sofre um pouco, ainda mais com um campo pesado como estava hoje. O mais importante foi ter conseguido nosso objetivo que era a vitória e a liderança”, disse.

O comandante Quadricolor afirmou também que a equipe pecou um pouco na hora de concluir as jogadas, a exemplo da partida de estreia, contra o Marcílio Dias. Mas ressaltou o alto nível da competição. “É um campeonato muito difícil, são jogos muito equilibrados. Era um clássico, o Metrô conseguiu um empate com o Figueirense na estreia”.

Jersinho explicou também o porquê da opção de Marco Antônio cobrar o pênalti na segunda etapa, já que batedor oficial da equipe costuma ser Thiago Alagoano. “Vários jogadores treinam, o Marco Antônio é um deles. Deixamos a critério de quem está mais confiante e ele pediu para o Thiago para bater. O Marco Antônio já bateu pênalti antes e fez gol (contra o Volta Redonda, na Série C), infelizmente o goleiro foi feliz hoje”. 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões