Tarifa do Samae é a segunda menor entre os 10 maiores PIBs de SC

A tarifa do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque é a segunda mais barata dentre as 10 maiores economias do estado de Santa Catarina. Tomando como base o valor mínimo cobrado por 10 metros cúbicos, o município só fica atrás da cidade de Itajaí.

Atualmente, a autarquia brusquense cobra um valor mínimo de R$ 29,94 pela quantidade, ante R$ 29,20 no município vizinho. Apesar da diferença, vale ressaltar que Itajaí ainda não repassou o reajuste tarifário de 2021 para a população. Diferente de Brusque, que repassou 3,988% de correção. Confira, abaixo, o top 10:

Tarifas mais baratas por 10 metros cúbicos:

1º lugar: Itajaí (R$ 29,20)

2º lugar: Brusque (R$ 29,94)

3º lugar: Blumenau (R$ 33,56)

4º lugar: Jaraguá do Sul (R$ 35,22)

5º lugar: Balneário Camboriú (R$ 36,00)

6º lugar: Joinville (R$ 36,34)

7º lugar: Chapecó, Criciúma, Florianópolis e São José, todas atendidas pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento, a Casan (R$ 49,09)

O diretor-presidente do Samae, Luciano Camargo, explica que o reajuste de Itajaí deverá ocorrer no mês de março, e que depois que isso acontecer a tendência é de que Brusque fique com o menor valor de água dentre os maiores PIBs de SC. Outra informação é de que os demais municípios do ranking agregam às suas tarifas os valores referentes ao tratamento de esgoto. Em cidades como Jaraguá do Sul, São José, Chapecó, Criciúma e Florianópolis, por exemplo, são aumentadas em 100% para o custeio do serviço. Joinville, Balneário Camboriú e Itajaí oneram as contas em 80%, enquanto que em Blumenau este quociente é de 63%.

 

 

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões