Vereadores questionam autorização de reajuste na taxa de lixo em Brusque

O reajuste na taxa de lixo de Brusque foi um dos principais assuntos da sessão da Câmara Municipal desta terça-feira (9).  Manifestaram-se sobre o assunto os vereadores Marlina Schissl  (PT), Jean Pirola  (PP) e Deco Batistti (PL).

Para vereadora Marina, a situação atual da pandemia faz com que não seja apropriada aprovação, por parte da prefeitura, do reajuste da tarifa, conforme foi anunciado há alguns dias. Segundo ela a vírgula é preciso se ter e levar em consideração a situação de muitas famílias prejudicadas por conta da situação.

Já o vereador Jean Pirola defendeu o reajuste. Segundo ele a empresa que faz a correta dos resíduos você custas e estes também sofreram o mesmo tipo de reajuste. Além disso, segundo ele a questão deve ser discutida não apenas do ponto de vista da coleta de lixo ou, mas sobre outros fatores. O tratamento e a destinação de resíduos sólidos é um deles. Pirola ainda enfatizou que Brusque não possui tratamento de esgoto e que isso vai ocorrer futuramente sendo mais um custo que a população terá que arcar. "E se não tivéssemos a coleta de lixo? Teríamos um problema de saúde (pública)", frisou ele na trinuna.

Já o vereador Deco disse que uma situação apontada durante a campanha eleitoral pelos cidadãos Foi quanto a cobrança dos valores da taxa de acordo com a quantidade de imóveis no terreno. Caso inclusive já relatado aqui pela Rádio Cidade em reportagem há três anos.

A situação apontada por Deco também foi reforçada pelo vereador Nick Imhof (MDB), líder do governo no Legislativo.

"Eu tenho um salão de festas no fundo de casa e aí vem a cobrança de duas taxas, como se fossem dois imóveis. É preciso verificar isso também", destacou ele.

O vereador Rick Zanatta (Patriota) foi enfático ao afirmar o que é preciso rever a questão do valor da taxa. Segundo ele, cidades de maior porte, como Blumenau, possuem um valor bem menor do que Brusque. Na avaliação dele, é urgente que se reveja questões do contrato, que expira em alguns anos, exigindo que a empresa executora do serviço, a Recicle e, se adeque à realidade.

Esta não é a primeira vez que problemas relacionadas à cobrança da taxa de lixo ecoa na Câmara de Brusque. O assunto foi levantado em outras legislaturas, mas não teve procedimento. 

Entre os vereadores que abordaram na tribuna o assunto estão Marcos Deichmann (Patriota), Norberto Maestri (MDB) e Marli Leandro (PT) .

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Descontentes, Polícia Civil, IGP, DEAP e DEASE farão manifestação

Foi realizada uma reunião em Florianópolis, com o objetivo de tentar avançar nas negociações apresentadas pela Polícia Civil, IGP, DEAP e DEASE. O resultado esperado pelos profissionais da segurança pública não ocorreu, não houveram avanços e devido a categoria considerar por parte do governo de Santa Catarina, um tratamento desigual dado entre órgãos da mesma pasta, impondo uma previdência...
Continuar lendo...

Cidade emite Decreto para frear escolha de vacinas por moradores

A Prefeitura de Criciúma, no Sul do estado de Santa Catarina, decidiu endurecer a ação contra pessoas que querem escolher qual vacina contra Covid-19 tomar. O prefeito Clésio Salvaro (PSDB) emitiu um Decreto que define o que acontece nestas situações. Conforme o documento, as pessoas que não aceitarem a vacina disponível na sua fase de imunização terão de assinar um termo e serão colocadas em fila de espera....
Continuar lendo...

Embriagado, rapaz agride mulher durante discussão

Polícia Militar foi acionada para atendimento de uma ocorrência de violência doméstica no de ontem, quinta-feira (6). Foi por volta de 15h40, no bairro Santa Rita, em Brusque.   No local, a polícia conversou com a vítima, uma mulher de 24 anos. Ela informou que seu companheiro, de 21 anos, chegou em casa embriagado. Após uma discussão, ela foi agredida.   Os dois foram levados para a Delegacia de Polícia Civil para...
Continuar lendo...